Entre pro time

Inter

A avaliação de Coudet sobre tudo que tá acontecendo no Inter

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do Coudet:

  • Coudet pensa que o Inter deixou uma boa imagem por jogar como visitante e ter atitude, ter intenção de tentar jogar sempre e buscar o resultado.
  • Num Gre-Nal, não se analisa justiça e sim o resultado final da partida. Ele lembrou que o Maicon, de brincadeira, disse no último Gre-Nal que o Inter teve mais a bola, chegou mais, mas o Grêmio venceu. Usou isso para dizer que aqui não se faz analise do jogo e sim de quem venceu o Gre-Nal.
  • Se for analisar o resultado, o Inter está em debito. Mas se for fazer uma analise futebolística, o Inter foi melhor em quase todos.
  • Musto jogou porque Lindoso estava desgastado e Johnny se lesionou novamente. Explicou que optou por Musto porque, como tinha apenas um volante de marcação, precisava do jogador que estava mais descansado.
  • Não quis confirmar se Moledo é titular porque não tem como garantir nenhum jogador de titular. Ele escala o time conforme a condição física e dependendo do que imagina para a partida.
  • Jogar com um a menos tem custado muito para o Inter. Por óbvio, isso não é o certo.
  • Além de estar há 11 clássicos sem vencer, este foi o primeiro que o Inter fez um gol. Não é uma situação normal. Não quer dizer que eles não geraram situações ou não mereceram gols, mas é o que tá acontecendo. Mesmo assim, isso pesa e pesa muito. Ele não quer evitar jogar Gre-Nal, pelo contrário, não teria problemas se tivesse outro neste ano.
  • O Brasileirão deste ano vai ser muito diferente. Vai depender não só da parte futebolística, mas também da sorte dos testes pra COVID. Hoje, ele tem dois laterais positivados, antes, teve dois volantes e até quatro atacantes juntos. Isso vai acontecer com todos.
  • D’Alessandro tem 39 anos. É um superdotado por estar tão bem fisicamente aos 39 anos, mas não dá pra esquecer que tem 39 anos. Ele Coudet, com 39 anos, já tinha se aposentado há quatro anos. Por isso, vai tentar aproveitar ele da melhor maneira. O início das partidas tem um ritmo, depois, tem outro. Está usando ele de melhor forma. Pelo D’Ale, ele começa todas as partidas, mas sua missão é buscar a melhor versão do jogador.
  • Edenilson é o capitão porque é um jogador importantíssimo para eles. E essa é uma semana especial para ele e por tudo que sabem que está acontecendo (ele não deixou claro o que seria isso, parece ter se referido a possível saída). A braçadeira é uma forma de dar um apoio ao Edenilson.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque