Entre pro time

Grêmio

Uma boa e uma má notícia nos valores finais da venda do Everton para o Benfica

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

A venda do Everton para o Benfica só não foi assinada ainda porque faltam as garantias bancárias por parte do time português. De resto, tá tudo fechado.

E pedir garantias bancárias é algo bem normal neste tipo de operação com valores tão grandes. Tu não pode negociar um cara por milhões e não ter garantias do banco que a grana vai entrar.

Só que tenho duas novidades. Uma boa e uma ruim. Vamos lá:


  • A boa notícia é que o Grêmio vai receber todo o valor praticamente à vista.
  • A má notícia é que a quantia final será menor do que os 22 milhões de euros propostos inicialmente. O valor final, descontando as questões financeiras, vai ficar em quase 21 milhões de euros.

Bom, arredondando pra cima, 21 milhões de euros dá R$ 134 milhões na nossa moeda.

Se a gente contar que o Grêmio fez um acordo para ficar com 65% do total, dá pra projetar que irá sobrar R$ 87 milhões na conta do Grêmio. Isso dá quase 14 milhões de euros.

O procedimento é assim: o Benfica para o valor total pro Grêmio e o Grêmio repassa para os parceiros.

Só o Fortaleza, por exemplo, ganhará uns R$ 13 milhões. O que, pra eles, é uma ótima grana.

  • Ah, o Grêmio ainda ficará com um percentual da valorização em uma futura venda do Cebolinha na Europa.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque