Entre pro time

Grêmio

Sobre a derrota gremista para o Athletico

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • A derrota foi justa, merecida. Renato mais uma vez foi superado por um técnico que entende minimamente a maneira de jogar do Grêmio. É meio claro que o time tem uma forma de jogar e apenas essa forma. Qualquer treinador que faça alguma mudança tática mais relevante supera, até com certa facilidade, o Renato. Não existe alternativa tática neste time.
  • Fica meio claro ver que tanto o Fluminense aqui na Arena quanto o Athletico agora avançaram suas linhas, foram pra cima e o Grêmio simplesmente não soube sair disso. É básico, marca os volantes (e neste jogo só tinha o Matheus Henrique) e bloqueia as pontas. Acabou o time gremista.
  • Michel mais uma vez não fez uma boa partida. É incrível como o final de temporada para ele tá sendo terrível. Antes, o problema dele era lesionar demais, mas pelo menos jogava bem quando estava em campo. Agora, não tá conseguindo fazer isso.
  • Pra ajudar, o Tardelli além de não jogar bem (e quando ele fez isso por aqui) ainda me dá um chute no Nikão e é expulso. Nem é a característica deste grupo. Sempre jogaram bola, jamais apelaram. Nem nisso ele se enquadrou. Seus dias aqui estão contados.

Michel não conseguiu jogar bem – Lucas Uebel/Grêmio

  • Não tem como ficar com o Galhardo pra próxima temporada. Acho que todo mundo já viu, né? Se bem que não dá pra ficar nem com o Léo Moura. Baita jogador, mas não tem como jogar duas e não poder fazer a terceira. Compromete um time.
  • Eu sou muito fã do Alisson e defendo sua titularidade com unhas e dentes. Só que é preciso reconhecer que faz pelo menos duas rodadas que o cara não fez nada interessante. Nem contra o Palmeiras e muito menos agora na Arena da Baixada.
  • A boa notícia é que a derrota foi pro Athletico, que já tá na Libertadores e o próximo jogo é contra o São Paulo, na Arena, em casa. Uma vitória confirma a classificação direta para a fase de grupos da Libertadores. A vaga tá na mão, só não deixar cair.
  • Sei que muita gente vai falar da arbitragem, então, adianto: tinha que ter dado pelo menos cartão pro Nikão no primeiro tempo. Creio que era até para expulsão. Mas o pênalti foi, aconteceu. Foi um lance idêntico ao do Bressan contra o River. O Matheus tá com o braço esquerdo fora do corpo. Foi fatalidade, mas se aquele lá foi marcado corretamente, esse aqui também deveria ser.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque