Entre pro time

Grêmio

Renato explica polêmica com Maicon, insinua vida pessoal da imprensa e confirma tentativa em jogador do rival

Publicado

em

Reprodução

  • Renato começou admitindo que não fez um bom primeiro tempo, mas pensa que melhorou bastante no segundo tempo.
  • Sobre a polêmica com Maicon, contou que o jogador tinha pedido pra sair uns cinco minutos antes e ele segurou porque precisava dele. Depois da cobrança, ele pediu pra sair novamente. Mas isso é normal. Falou que ambos conversaram no vestiário.
  • Pepê saiu irritado ao ser substituído porque até em treino ele não gosta de ir mal. Lembrou que está ali há quatro anos e nunca teve problemas com nenhum jogador. Que se um jogador não puder discutir, tem que por um time de freiras ou de mudos.
  • O dia que não tiver comando do grupo, vai embora. Pediu pra ir falar com o Maicon sobre o comando do Maicon. Garantiu que comando o Grêmio tem.
  • Reclamou das perguntas do pessoal da Band. Disse que eles estão sempre colocando lenha da fogueira.
  • Falou que gostaria de seguir os profissionais da imprensa por três dias para descobrir se a vida dos caras que trabalham na imprensa é tão boa assim. Afirmou que sabe algumas coisas da vida de alguns da imprensa, mas que “vai deixar pra lá”. Pensa que é muito fácil escrever, comentar na Rádio ou na televisão.
  • Futebol bonito hoje, no Brasil, tem que cobrar só de duas equipes: Flamengo e Atlético-MG. Eles tem obrigação de apresentar futebol bonito pelo que gastaram. Se derem R$ 200 milhões pra ele gastar no Grêmio, ai sim vai ter futebol bonito. Do contrário, vai ter altos e baixos.
  • Confirmou que conversou com o Claudinho, atacante do RB Bragantino, após o jogo para saber até quando vai o contrato dele no time paulista. Disse que está sempre correndo na frente, pensando no futuro. Acha ele um baita jogador. Independente de onde ele Renato estiver treinando no ano que vem, pensa no Claudinho como um reforço.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque