Entre pro time

Grêmio

Presidente Romildo faz projeções duras sobre o futebol e o futuro do Grêmio

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

O presidente Romildo falou tanto na Rádio Gaúcha como no Globo.com. Aqui algumas coisas que ele explicou:

  • Nas duas entrevistas o presidente deixou claro que o futebol não previveria sem jogos até o final do ano. Os clubes vão quebrar se não voltar. Não há como pagar salários dos jogadores até o final do ano se não voltarem. Então, é preciso achar uma maneira de voltar.
  • Só que, claro, eles só vão voltar a jogar quando tiver liberação das autoridades. Ninguém vai fazer de qualquer jeito.
  • Mais, Romildo falou nas duas entrevistas que não quer entrar em um debate ideológico, que tudo virou político, mas não é. O debate ali é extremamente técnico. Jogador de alto nível não pode ficar 60 dias sem fazer nada. Ele precisa manter o corpo trabalhando. E existe segurança para isso.
  • Revelou que os treinos estão acontecendo com 5% da intensidade do habitual. Não é uma situação de alto nível, é só pra manter os atletas em atividade mesmo.
  • Sua projeção é que o Campeonato Brasileiro só vai voltar em setembro. Com otimismo, em agosto. O Gauchão até pode acontecer antes disso, mas o futebol brasileiro só vai voltar em agosto ou setembro na sua visão.
  • Como tá na cara que o futebol vai demorar, o Grêmio já estima que terá um prejuízo na casa dos R$ 48 milhões por conta da parada.
  • As únicas duas maneiras de pagar as contas do ano vai ser: vender um jogador pra Europa ou se obrigar a pegar um empréstimo bancário de milhões e pagar mais adiante.
  • Mesmo assim, Romildo está otimista com a venda de alguém pra Europa. E a alta do euro pode ser um diferencial. Ele mesmo cita que, antes, 40 milhões de euros tinha um valor em reais. Hoje, com 28 milhões de euros, tu recebe a mesma quantia em reais. Então, mesmo se a venda for menor em euros, será a mesma coisa em reais.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque