Entre pro time

Grêmio

Pedro Rocha resolve aparecer e, após se enganar com o Flamengo, Grêmio toma quatro do Athletico

Publicado

em

Gustavo Oliveira/Athletico

  • Eu não sei o que é pior, se é perder pro Athletico, levar a goleada ou ainda saber que levou dois gols do Pedro Rocha, que há tempos não conseguia fazer muita coisa. E olha que só não foi pior porque o Nikão acertou o travessão. Poderia ser 5 x 2 na cola.
  • A real é que, por vencer o Flamengo, uma galera achou que a coisa ia embalar de vez agora. Como se o Grêmio tivesse resolvido seus problemas, como se eles fossem apenas de encaixar o time ou até do lado anímico, psicológico. Gente, na boa, os problemas são gigantescamente maiores. Começa com a proposta do Felipão e chega até nos jogadores.
  • Começo com a proposta do Felipão. Já falei antes, na verdade, já falei várias vezes: ela não me agrada em nada. Jogar recuado, por uma bola, jamais vai me agradar. Um jogo até vai, sempre não dá pra entender. Apostar num jogo feio não me agrada jamais. É diferente de jogar no contra-ataque ou com estratégias diferentes. O que Felipão propõe é jogar mal, jogar feio.
  • Isso vai livrar o Grêmio na zona do rebaixamento, mas não deve levar a algo muito melhor e, pior, não deixará legado nenhum na maneira de jogar quando o Felipão sair.

Douglas Costa fez o que vinha fazendo em todos os outros jogos – Lucas Uebel/Grêmio

  • Mas os jogadores também tem muita responsabilidade. Não dá pra achar que o Grêmio tem um bom time. Não. Não tem. E faz horas. Vou elencar aqui.
  • O jogo mostrou que Rodrigues estava de aniversário contra o Flamengo. A zaga como um todo não teve o mesmo desempenho. Tomar dois gols do Pedro Rocha, com ele entrando na velocidade ou ganhando de cabeça é pra matar.
  • No gol do Kayser, o Rodrigues sobe sem chegar e o Ruan vai sem achar. Uma das coisas mais doídas do futebol é ver o centroavante cabeceando no meio dos teus dois zagueiros.
  • Douglas Costa entrou. E o que fez? Nem me venham falar em assistência pro gol do Vanderson, né? O gol foi contra do Santos. Douglas não fez nada relevante, de novo. Em 15 jogos, foi igual aos anteriores. Uma decepção total sua contratação até agora.
  • Aliás, Felipão colocou todo mundo e, de novo, não apostou no Campaz. Olha, não consigo entender. Tão fazendo tudo pra esse guri, contratando professora de português, cozinheira, treinos específicos pra melhorar taticamente, só não colocam em campo. Digo mais, será que os outros são tão melhores taticamente do que ele?
  • E não posso deixar de falar que o Felipão foi com três volantes contra o time reserva do Athletico. Os caras pouparam seis jogadores. Mesmo assim, a estratégia foi repetida. Três volantes tem esse risco. Tu leva dois gols e, quando vai tentar jogar, não tem mais o que fazer.
  • Pra não ser injusto, um dos melhores em campo, ou pelo menos um dos únicos que se salvou, que tentou, foi o Ferreira.  De resto, noite péssima de todo mundo.

Ferreira foi um dos poucos que tentou jogar seu futebol nesta tarde – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque