Entre pro time

Grêmio

O que falam no Grêmio sobre a saída de Caio Henrique e as negociações do Everton

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • Em entrevista na Rádio Gaúcha, o vice Paulo Luz explicou que a saída do Caio Henrique aconteceu porque o Atlético de Madrid não tem dinheiro para contratar outro lateral e viu que tinha um cara de Seleção que já era deles. Somado a isso, vem a situação do Grêmio que está em um processo drástico de reduzir despesas e redimensionar todo o seu orçamento. Foi por isso que o clube aceitou a liberação sem sequer tentar negociar com os espanhóis.
  • Mais, o Grêmio não fala em contratar outro lateral, os dirigentes colocam o Cortez imediatamente como titular e apostam no Guilherme Guedes, da base. Insisto, ninguém fala em contratar outro ala.
  • Enquanto isso, a negociação de Everton com o Napoli deu uma boa esfriada. O presidente Romildo confirmou contato dos italianos, que estavam negociando com o Cebolinha, mas faz dias que não entram em contato. Na Itália, a informação é que o Napoli está mais propenso a fechar com Jérémie Boga, francês de 23 anos que joga no Sassuolo.
  • O presidente Romildo falou na Rádio Guaíba que, se não for Everton, outro jogador terá que ser negociado. Não tem como fugir disso por conta das finanças. A prioridade agora é passar bem o ano. Mesmo assim, não adianta chegar com propostas de 20 milhões de euros que o clube não vai aceitar. Precisa ser de 25 milhões de euros pra cima.
  • Everton falou após muito tempo e foi político: “Quero fazer parte da história do Grêmio, como já venho fazendo. Para mim, é um prazer vestir essa camisa. Enquanto puder vestir, vou honrando esse manto”.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque