Entre pro time

Grêmio

O que aconteceu na eliminação do Grêmio na Copa do Brasil

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • A eliminação foi justa, muito justa. O Grêmio não merecia resultado melhor. Pelo conjunto da obra, o Athletico foi bem melhor neste segundo jogo. A verdade é que o Grêmio não teve em nenhum momento com a classificação na mão. A partida foi tão fraca que não teve um momento que os caras estiveram em apuros ou que o Grêmio foi o Grêmio.
  • A zaga foi comprometedora. O Kannemann foi expulso num carrinho onde não tinha como levar outro cartão. Ele errou feio ao se precipitar num carrinho com os dois pés.
  • E o Geromel ficou olhando o Marco Ruben cabecear no segundo gol. Ambos nos acostumaram mal.
  • André em campo é quase jogar com um jogador a menos. Ele não faz gol, não chuta, não pifa ninguém. Mais uma atuação na média dele, abaixo do esperado, como sempre.
  • Matheus Henrique perde a bola da expulsão do Kannemann e também não conseguiu fazer nada produtivo.
  • Jean Pyerre mal participou do jogo. Sumidaço. E justamente quando precisava dele.

Lucas Uebel/Grêmio

  • Todo mundo sabia que o Rômulo estava de aniversário contra o Palmeiras. Até porque o jogo favoreceu ele. Lá, era só marcação. Desta vez, quando precisou jogar, não tinha. Ele ainda caminhou em campo.
  • Pepê errou o pênalti decisivo. Pepê é inexperiente, mas não bem um jovem. Ele tem 22 anos. O Everton tem 23. Ele só não tem a mesma rodagem do titular.
  • A partida mostrou que o Maicon faz falta. O cara que pisa na bola, pensa, faz lançamentos. Matheus Henrique é do jogo curto, dos passes trocados. Maicon tira o coelho da cartola.
  • Renato foi reclamar do Palmeiras, mas fez cera em São Paulo e fez cera no Paraná. O Grêmio não sabe jogar se escondendo. Essa não é a característica dos jogadores. Ficaram tentando valorizar o jogo quando tava 1 x 0 e se deram mal. Não entendo como fazem isso.
  • Renato é tão exaltado pelo que fez, mas tem que ser cobrado quando não dá certo. O time é um reflexo das suas convicções.
  • Sobre o pênalti não marcado no começo do jogo, fiquei muito na dúvida. O Geromel cabeceia muito perto do jogador do Athletico. E ele faz um movimento natural. Não tem como subir sem pegar impulsão. Mesmo assim, o braço estava aberto. O juiz viu e interpretou. Eu, confesso que não sei se marcaria. Mas acima de tudo, não foi esse o motivo da eliminação. O Grêmio jogou mal pra caramba.


Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque