Entre pro time

Grêmio

Novo comandante do futebol explica planos com o novo treinador e os reforços do Grêmio

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Resumo da coletiva de apresentação do novo vice de futebol do Grêmio, Marcos Herrmann:

  • Ele aceitou o convite nesta terça-feira, por volta das 14h, mas ainda não sabe quais serão os seus diretores de futebol e nem qual o diretor-executivo irá contratar. Ele quer trabalhar com uma composição
  • Tiago, sem dúvida, é um nome que está na lista. A direção já conversou com ele e com outros treinadores. Quer uma definição do novo treinador em um período bastante curto.
  • Mesmo assim, falou que o clube está muito confortável com o trabalho do Thiago Gomes. Não existe uma ansiedade porque ele tá bem, mas o Grêmio quer resolver isso o mais rápido possível.
  • A conversa com o grupo de jogadores foi mais uma apresentação dele para os jogadores. Muitos não o conheciam. Alguns, até o conhecem, mas nem todos. Só ele falou.
  • Sua opinião é que o elenco é muito interessante. Tem uma mescla de jogadores experientes e vitoriosos, com jovens talentosos e com muita vontade de vencer na vida. Acha que isso é muito interessante.
  • É uma questão institucional no clube prestigiar ao máximo as categorias de base.
  • Pediu muita paciência ao torcedor porque tem certeza que vai construir um futuro muito bacana.
  • Ele tem admiração e agradecimento ao técnico Renato. Tem certeza que ele voltará no futuro.
  • Ninguém substituirá o Renato. Renato é insubstituível na história do Grêmio. Tem que trazer um treinador e tirar essa carga dele. Tem que deixar trabalhar, aplicar sua metodologia, seu conhecimento.

Marcos Herrmann é o novo vice de futebol do Grêmio – Lucas Uebel/Grêmio

  • Para a direção, é muito importante um treinador que tenha gosto de trabalhar com jovens.
  • O que não dá ser na escolha do treinador é voluntarioso. Ou seja, sem refletir, pensar. Lembrou que é como uma entrevista de trabalho, onde vai bacana, coloca um terno, gravata, arruma o cabelo e tudo funciona maravilhosamente bem. Só que o mundo real é diferente.
  • O novo treinador tem que conversar muito, não pode ter surpresas futuras. Tem que debater, conversar, empatia. Tem que sentir que ambos, clube e treinador, pensam igual.
  • Acha que o Brasil tem treinadores muito bons, modernos e tudo mais. Um deles é o Tiago Nunes.
  • Teve conversa com o Tiago Nunes, uma conversa muito boa, mas ainda não tá definido que é ele.
  • Todo o time passa por entre safra. Quando tu é vitorioso, mas o clube tem problemas de gestão, é muito mais difícil essa transição. O Grêmio felizmente é um clube redondo, que tem as contas em dia, tem sua dívida, mas honrando ela. Um clube adoentado acaba refletindo no futebol.
  • Não se preocupa em encher o aeroporto. Quer é que o jogador seja aplaudido alguns meses depois de ser contratado. Isso é o que lhe preocupa.
  • Vão fazer uma analise extremamente criteriosa antes de contratar. Tem que fazer isso para minimizar erros. O elenco tem carências, ele sabe que tem que contratar.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque