Entre pro time

Grêmio

Mais revelações sobre Campaz e resposta pro Flamengo “privilegiadinho”

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do vice de futebol Marcos Herrmann no Maracanã:

  • Villasanti e Borja mostraram o porquê estão aqui, mas o Campaz logo, logo vai voar. Não tem dúvidas disso. Está se adaptando, tem muitas dificuldades com o idioma, mesmo as coisas mais elementares, ele tem problemas no português.
  • Campaz tá vibrando com Porto Alegre, encantado com tudo, se dedica muito aos treinamentos. Ele é realmente diferente e vai se adaptar rapidamente. O planejamento é que ele entrasse no jogo caso as coisas não estivessem bem contra o Flamengo. Não entrou porque estava ganhando.
  • Chapecó está muito bem, esteve lúcido o tempo todo, sempre orientado, mas se sentiu mal, teve náuseas no momento e, por precaução, foi retirado do jogo.
  • O Flamengo estava engasgado pelo jeito como perdeu na quarta-feira e a própria forma como aconteceu o 4 x 0 aqui.
  • A argumentação dos dirigentes do Flamengo pela torcida dos estádios foi criticada. É óbvio que todos querem seus torcedores no estádio, mas a regra tem que valer pra todos os outros 19 clubes. Se for só pra um, fere a isonomia do campeonato. Tanto que a CBF acompanhou os clubes neste pleito. Todos querem público, mas tem que ser para os 20 clubes, mas pro “privilegiadinho”.
  • Nos últimos 11 jogos, foram 20 pontos conquistados. Isso é campanha de time que tá na quarta colocação.
  • Uma coisa importante é que foi mau no inicio porque ai tu tem um horizonte todo pela frente pra se recuperar. Outra, quem não gosta de superávit, que reclama que o clube dá lucro e não prejuízo, agora viu a equipe ter capacidade pra se reforçar com seus próprios recursos, sem se endividar pegando dinheiro de terceiros.
  • Gosta de citar um exemplo que foi extremamente corajoso, que num determinado momento, após trazer três goleiros de foram, a direção apostou em dois meninos. Se desse errado, seriam crucificado em praça pública, mas tá dando certo. E ainda tem o Adriel e o Felipe.
  • Eles estão dizendo internamente que querem ter um time de águias, um grupo muito coeso, lutador, aguerrido. O Grêmio sempre foi assim.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque