Entre pro time

Grêmio

Isaque salva o Grêmio, Ferreira se escala, Jean volta longe e Renato errou modificação

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • Isaque fez o gol salvador do Grêmio. E tem todos os méritos deste gol. Ele começa a puxada do contra-ataque no campo de defesa e aparece pra receber do Pepê na área. Uma análise que é preciso fazer é que o Isaque não é um meia armador. Ele é um meia-atacante. Falando de características, seria muito mais um cara parecido com o Thiago Neves do que um Douglas. Não é um pifador, é um condutor de bola pro atacante.
  • Fora ele, o Pepê jogou bem, como sempre, e o Ferreira também. Ambos tem a mesma característica, vão pra cima, tentam, fazem o diferente. Os dois foram bem. Ferreira mais uma vez mostrou que precisa ser, no mínimo, a primeira opção do Renato.

Ferreira começou como titular e mostrou que é ótima opção – Lucas Uebel/Grêmio

  • De resto, o Grêmio fez o gol cedo e parou de jogar. Ficou um time lento, sem ir muito pro ataque e o Juventude só não empatou porque o Breno perdeu um gol sem goleiro. O resultado mais justo, aliás, seria um empate em 1 x 1. Tamanho o desinteresse gremista em atacar depois do gol.
  • Diego Souza praticamente assistiu o jogo. A bola mal chegou.
  • Jean Pyerre entrou no segundo tempo, mas muito distante do que o time precisa. Não tem como culpá-lo, mas é um fato que ele terá que correr atrás da máquina urgentemente.
  • Ah, mais uma vez, Renato botou o Thaciano em campo. Tirou o Ferreira e meteu o Thaciano. Quis fechar a equipe. Deu errado, o Ju foi mais pra cima ainda. Tanto é que o Everton entrou logo após pra tentar retomar a velocidade. A substituição não foi boa.
  • A vitória aconteceu. Mas uma vitória que não empolgou. Pelo menos tem uma vantagem para jogar no Jaconi na quinta que vem. Um empate classifica para as quartas e rende R$ 3,3 milhões.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque