Entre pro time

Grêmio

Destaques de uma vitória que se tornou emocionante do Grêmio contra o CSA

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • O jogo parecia estar resolvido logo no começo. Em uma jogada do Everton na ponta esquerda, o Cebolinha cruzou rasteiro pro Tardelli bater de chapa, de lado de pé, pra rede. Ali, a partida perdeu emoção até o final do segundo tempo.
  • Só que ai vem uma falta despretensiosa, onde a defesa abre e o Ricardo Bueno faz o que parecia ser um empate. E, vou dizer, pela lentidão dos jogadores durante os 90 minutos, não seria um castigo tão grande. O CSA só não conseguiu o empate antes porque é muito ruim.
  • Dito isso, o Cebolinha resolveu de novo. Foi dele a jogada do segundo gol. Aos 49 minutos do segundo tempo. Luciano comemorou, mas o árbitro disse que foi contra o gol. Mas o mérito tem que ser do Everton. Ele vence na velocidade, cruza com perigo e o Ronaldo Alves cabeceia contra. Foi o melhor em campo.
  • O segundo melhor em campo foi Maicon. Quando ele não tem dores é outra história. Joga demais. O dono do meio. Jogou sério como deve ser.

Lucas Uebel/Grêmio

  • Agora, como disse o Geromel na saída, se é verdade que eles tomaram um gol no final, também fizeram um gol no final. Teve desatenção e atenção também. Demérito e mérito em poucos minutos.
  • Quando chamado, Paulo Victor deu conta do recado. Fazia tempo que ele não ajudava. Desta vez, fez suas defesas. Disse na saída que não pode reclamar da torcida. Tem que entendê-los.
  • Matheus Henrique que ficou devendo bola.
  • Foi um bom jogo? Não. Talvez ressaca do Gre-Nal. Os caras fizeram o gol e pararam de jogar. Ficaram tocando bola de um lado para o outro e sem produtividade alguma.
  • O importante nesta partida foi a quarta vitória consecutiva e a entrada no G4. Essa é a primeira vez do clube na zona de classificação direta pra Libertadores. Esse grupo cresce na hora importante. Não tem jeito.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque