Entre pro time

Grêmio

Bastidor da chegada do Maicon e pedido por campeões no Grêmio

Publicado

em

Eurico Quadros/Twitter

Maicon esteve na sala de imprensa ao lado do Léo Moura para uma coletiva. Fiz um resumo das principais ideias dele na conversa com a imprensa:

  • Ele não tinha visto um Gre-Nal com tanta diferença entre os dois times, mas o negócio do Grêmio é nunca mudar. Jogar sempre pra encurralar o adversário.
  • Contou que quando estava em negociação com o Grêmio, alguns caras no São Paulo disseram que ele não conseguiria jogar aqui por causa do estilo de jogo do clube. Mas esse estilo mudou. O futebol evoluiu. E tem que ser assim, mesmo que alguns sempre lembrem que o mais importante é ter raça, o time precisa manter seu jeito de jogar.
  • Ele tem mais dois anos de contrato, mas quando renovou, falou para o presidente que só vai jogar até quando tiver condições. Não vai atrapalhar ou jogar pelo nome. Até pela gratidão que tem pelo Grêmio, que lhe ajudou quando as coisas estavam difíceis no São Paulo. Acha que o término da sua carreira vai ser tranquilo.
  • Lembrou que o primeiro gol dele no profissional foi um passe do Léo Moura, num Fla x Flu, no Maracanã, em 2004. Ele tinha só 18 anos. Mas brincou dizendo que nem quer jogar até os 41 anos. Vai parar antes.
  • Deu os parabéns para o Marcelo Lomba, que reconheceu seu erro. Foi um lance que pode acontecer no jogo. Quem conhece a carreira dele, sabe que isso não é o normal dele. Mas ambos se dão bem, se encontram em eventos, aniversários, em Porto Alegre. Tudo certo.
  • A temporada merecia um título além do Gauchão. Principalmente na Copa do Brasil, onde eles vinham bem e perderam por dar bobeira lá no Paraná.
  • Certamente vão sair jogadores e quem chegar tem que ter gana de ser campeão. Um elenco precisa ter gente que já levantou taça. No máximo um ou dois que não. De resto, tem que chegar caras que já foram campeões.

 


Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque