Entre pro time

Inter

Um resumo das principais informações passadas por D’Alessandro na coletiva

Publicado

em


  • Ele pensa que o jogo no Chile foi controlado pelo Inter. Mesmo quando foi atacado, Lomba e a defesa foram muito bem. O time foi equilibrado e conseguiu ser muito inteligente para saber sofrer pressão e atacar.
  • Fez questão de dizer que seu relacionamento com Odair é muito bom, eles conversam todos os dias e não há nada de errado nele ser reserva ou nem jogar algumas partidas.
  • Mais, por vontade própria, D’Ale disse que é mentira as especulações de que ele não jogaria porque estava com salário atrasado. Se fosse por grana, ele já teria saído a muito tempo.
  • D’Ale lembrou que, em 2009, quando foi reserva na época do Tite, um jornal publicou quanto ele ganhava por hora, por minuto, por segundo, por dia, mês e ano. Ele acredita que jogador não joga bem ou mal pelo tanto que recebe. Jogar futebol é um trabalho, ele pode acordar em um dia ruim e fazer as coisas erradas.
  • Disse ter noção quando jogou mal, que sabe quando não foi bem em um jogo.
  • Pensa que pode jogar mais na sua função pela direita quando o Inter tiver jogando com três volantes. Com só dois volantes, ele se desgasta mais. Então, o Pottker, por exemplo, acaba sendo mais utilizado porque tem mais vitalidade.
  • Tem que manter o time ligado, mesmo no Gauchão, porque não existe isso de baixar a intensidade no Gauchão e subir essa intensidade na Libertadores. Não tem uma chave que tu liga e desliga a hora que quiser.
  • Não acredita que o Alianza Lima vai vir jogar aqui de “igual para igual”, vai jogar no contra-ataque.
  • Ele tem boa relação com o treinador do Alianza Lima. É o Miguel Ángel Russo, que já foi campeão da Libertadores de 2007, com o Boca.
  • Não entende as cobranças em cima da sua condição física. Não entende porque estão cobrando que ele tenha força física, seja mais rápido, cabeceie ou que não consegue marcar, porque ele nunca teve estas qualidades. Então, não entende o porquê estão cobrando isso dele agora.


Setorista da dupla Gre-Nal. Torcedor do Tottenham e do Real Madrid. Fã de futebol inglês.

4 comentários

4 Comments

  1. Anônimo

    8 de março de 2019 at 21:55

    O professor de tênis assava a baguete no forno do Falcão .

    • Anônimo

      9 de março de 2019 at 19:51

      Kkkk

  2. Rodrigo Boxado

    8 de março de 2019 at 19:16

    Que choradeira!!! Que xilique…até na entrevista…
    Por favor dalescandalo…continue ganhando 740 mil e fazendo gols esporádicos de penalty…

  3. Anônimo

    8 de março de 2019 at 19:12

    se está tudo certo, acorda odair! tem que escalar o cara na quarta!

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque