Entre pro time

Inter

O que aconteceu com Wanderson? Inter não joga sem Alan Patrick! E a boa notícia é Aránguiz!

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter
  • Estou bem dividido. É inexplicável empatar em casa contra o Cruzeiro, que não é dos times tops na tabela. Não tem como desconsiderar o resultado. Foram dois pontos perdidos contra um adversário mediano.
  • Mais, o Cruzeiro foi muito melhor no primeiro tempo. Muito melhor mesmo. Só não fizeram uns dois por erros deles. O Inter deu todas as chances. Até o Jhon errou lance bisonho.
  • A minha divisão acontece porque, no segundo tempo, o Inter é quem foi muito superior. E, olha o preparo aparecendo, teve várias chances nos minutos finais de jogo. Por isso, fiquei um pouco dividido. No entanto, não vamos disser que foi um crime, uma injustiça. Não jogaram pra ficar se lamentando. Não fazer um único gol com um jogador a mais é difícil defender.
  • Mano seguiu com o time que ganhou na Libertadores. E, mesmo não sendo uma atuação de gala, tudo muda quando Alan Patrick leva uma bolada no olho e precisa sair. Até ali, 60% do tempo, a bola era colorada. Minutos depois, a posse mudou totalmente de lado. Tá escancarado o problema de não ter nenhum outro armador.
  • Pra mim, o melhor jogador da partida foi o Renê. O nível de atuação defensiva dele sempre foi ótimo. Nesta, foi destaque ofensivo. Deu um gol que o Alemão desperdiçou e foi perigoso na ponta-esquerda.
  • Aránguiz entrou como o típico jogador que vem da Europa para um futebol como o Brasileiro. Ele dava tapa na bola, tocava sempre de primeira, pensava na frente dos outros. Mesmo atuando centralizado em uma linha de três meias, foi bem interessante a sua movimentação.

Ricardo Duarte/Inter

  • Com um nível um pouco menor do que antes, Rômulo também precisa estar na lista dos destaques positivos.
  • Jean Dias não é brilhante, nem perto disso. Agora, tô curtindo ele, tá? Se não colocarmos uma expectativa que ele é o Mbappé, dá pra ter boa vontade sim. Foi útil.
  • Ah, Bustos foi bem melhor que antes. Bem melhor mesmo. É o mesmo de 2022? Não. Nem perto. Melhor que nesta temporada. Dá sinais que pode virar a temporada.
  • Que o Wanderson é bom jogador, nós sabemos. Agora, tem uma coisa fundamental na sua carreira que está ficando escancarada: ele não faz gol. Desta vez, perdeu a melhor chance, com gol escancarado. Não soube entrar empurrando a bola de carrinho. Além disso, ainda tem outro ponto a refletir. Mesmo não sendo artilheiro, no ano passado, ele era peça fundamental na construção das jogadas. Até isso acabou.
  • Fica difícil vencer vendo Alan Patrick sair cedo, Maurício e Alan Patrick jogando um terço do que jogaram na Libertadores. Não dá pra escolher os bons jogos pra se destacar e voltar a normalidade 48h depois.
  • Bom, óbvio que não é uma crise. Como disse, tô dividido por conta da melhoria no segundo tempo. Agora, é injustificável não ter vencido em casa.

Ricardo Duarte/Inter

Facebook Comments
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque