Entre pro time

Inter

O motivo pra Coudet não mudar o time, favorito do Brasileirão e dura realidade do Inter

Publicado

em

Reprodução

Coletiva do Coudet após o jogo contra o São Paulo:

  • Coudet começou explicando que o seu time pressionou lá em cima no primeiro tempo. Mas no segundo tempo acabou tudo porque o time jogou com um a menos.
  • Justificou que não colocou D’Alessandro e Leandro Fernandes porque não tinha muito o que mudar na equipe. O plantel do Internacional não é tão amplo. Não sabe quais modificações a imprensa pensa que deveria ser feita. “Ou seja, o cara acabou deixando claro que não tinha opções para mudar o time no banco).
  • Não quis falar se o empate com o São Paulo foi justo. Afinal, o Inter perdeu os últimos três jogos com o adversário chutando apenas uma bola no gol. E o Internacional foi superior em todas as estatísticas nestes jogos. Mesmo assim, não deu desculpas naqueles jogos.
  • Se tá duro com duas competições, imagina com três. Está tendo que utilizar muitos jovens e, mesmo assim, está sofrendo muito desgaste.
  • Mais da metade do grupo já teve Covid, que é um vírus que afeta os pulmões da pessoas. E tudo que os jogadores estão precisam é de ar, é de respirar bem. Mesmo assim, estamos avaliando tudo da mesma maneira, mas isso não é normal. Não é uma justificação, mas é muito difícil trabalhar assim. Estão avaliando todas as equipes como se estivessem em uma situação normal. Tem times que ficam com nove jogadores a menos. Isso tem que ser colocado na avaliação.
  • Na sua visão, o grande favorito ao Brasileiro é o Atlético-MG. Pelos jogadores que tem, pelo técnico que tem, mas também por jogar só uma competição.
  • Ele não sabe preparar de ganhar uma equipe para ganhar de qualquer maneira. Até porque não existe uma forma de ganhar de qualquer maneira. Ele precisa criar uma estratégia para isso.
  • Por fim, Coudet fez uma analise bem dura sobre o que pensa do Inter: Segundo ele, se o Inter estivesse jogando como nas primeiras rodadas, estaria liderando por quatro ou cinco pontos. Mas não crê que essa é a realidade do time do Inter. (Ou seja, ele não vê o Inter com elenco para ser líder do Brasileirão).
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque