Entre pro time

Inter

Miguel explica mudanças com Dourado, Patrick e revela dificuldade pessoal vivida por Palacios

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do técnico Miguel Ángel Ramírez após o jogo contra o Aimoré:

  • Colocou Dourado na zaga porque não tinha outro. Era importante que Zé Gabriel saísse porque estava jogando muitos minutos e o único que poderia jogar ali era o Dourado.
  • Voltou a explicar que Patrick não jogou na estreia da Libertadores porque o Inter trocou de esquema e não jogou com pontas. A estrutura do time tinha os laterais dando amplitude.
  • No seu esquema, Patrick é ponta. Ponta porque ele necessita de espaços para jogar. No espaço curto, ele se complica. Outros jogadores jogam melhor no espaço curto com ele. O Patrick é mais perigoso tendo espaço. Ele perde muito a bola jogando pelo centro, seu melhor momento é jogando por fora, pela esquerda.
  • Outra, Patrick tem que jogar aberto porque centralizado no meio-campo tem muita gente, tá voltando o Boschilia e mais o Taison, que pode jogar ali.
  • Alguns jogadores não tinham como jogar neste jogo porque a demanda na altitude foi muito grande, vários atletas estavam cansados nos dias posteriores ao jogo. Todos demasiadamente cansados.
  • É muito difícil ter dois jogadores da mesma posição jogando no mais alto nível quando só um joga e o outro não atua. Por isso, a importância de ambos ter ritmo de jogo. Se só um jogar, seguramente um terá ótimo nível e o outro não vai ter porque perde ritmo de jogo.
  • O Inter que ele quer é o que viu na goleada por 5 x 0, onde, independentemente do resultado, não se resguarda por nada. Que ataque o rival até que acabe a partida.
  • Dourado e Lindoso partiram na frente do Johnny porque o meia estava na Seleção dos EUA. Só que o Johnny, na sua visão, é o futuro camisa 5 do Internacional. Está trabalhando com ele para que seja o primeiro volante por muitos anos. Esse é o projeto do clube.
  • A partida do Lindoso foi nota 10, pelo controle de bola, pelos seus passes. Além disso, ainda tem a virtude de ajudar os companheiros dizendo o que tem que fazer. O Inter necessita que tenha mais treinadores dentro de campo. Lindoso e Dourado tem este perfil, de ajudar a treinar o time em campo.
  • Contou que terá uma conversa com Taison para explicar a forma do Inter jogar e ouvir dele Taison onde o jogador gostaria de jogar no esquema.
  • Às vezes, esquecemos que jogadores são seres humanos. Palacios tem 20 anos, está só no Brasil, longe da sua família, do seu filho de quatro meses. Eles não podem vir porque a fronteira está fechada. Imagina estar em um país novo, onde não se conhece o idioma. É difícil para ele que tem 36, imagina para quem tem 20 anos. Às vezes, esquecem que todos são pessoas e que sofrem.
  • A altitude fez muita diferença na estreia da Libertadores. Os jogadores sentiram as pernas no aquecimento.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque