Entre pro time

Inter

Goleada do Inter serviu apenas para treinar o modelo de jogo do Miguel

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • Rodinei fez um partidaço. Duas assistências, sofreu um pênalti e um baita gol. Não há como negar que sua passagem pelo Inter foi muito boa. Só que, não vou iludir, ele vai sair. Já falam nele no Flamengo. Ceni acha que vai ser uma peça boa pro elenco. Mesmo fazendo uma atuação incrível, ainda fico com aquela pontinha de não entendimento. Motivo? Gostaria de ter visto o Mazetti.
  • Dois caras marcaram gol e é fundamental pra ter confiança: Zé Gabriel e Nonato. Principalmente o Nonato, acho um ótimo jogador de meio-campo. Sei que ele teve algumas atuações apagadas, mas vejo um meia com muita intensidade, que pode fazer a função do Edenilson. Tem tudo para evoluir.
  • Rodrigo Dourado entrou no segundo tempo e como zagueiro. Isso é uma baita informação. Foi a segunda fez que o Miguel fez isso. Na primeira, contra o Aimoré, o Dourado foi bem e o treinador tá claramente repetindo para criar uma opção de zagueiro pela esquerda porque o elenco simplesmente não tem um substituto pra ele. Não penso que ele vai ser o titular, é muito mais para criar uma solução.
  • Não tem muito como entender porque o Marcos Guilherme entra e o Peglow não. Eu sei que o Peglow não decolou ainda, mas o Marcos estava na lista para sair. Por que não dar chance pro guri brilhar em um jogo fácil.
  • Outra que não tem muito como gostar é o Lindoso titular e o Johnny no banco. Poxa, todo mundo quer ver o guri. Se o Inter tá finalmente com essa filosofia, bota pra jogar. Sim, eu sei que não dá pra punir Lindoso e Marcos Guilherme pra sempre, mas primeiro os novos e depois os velhos em recuperação, não?
  • Nesta linha, importante o Pedro Henrique, zagueiro, começar jogando, e ver o Lucas Ramos, meia, ganhar minutos. Nenhum dos dois se destacou. Só que o negócio deles é entender o jogo do profissional.
  • Patrick claramente começou a temporada muito mal. Penso que é preciso dar crédito porque ele tem respaldo da temporada passada, só que eu ainda não sei se ele começou mal pela questão física ou se é o jeito de jogar, lá na ponta, que o prejudica. O tempo vai nos mostrar.
  • Dito isso, peço que todos os descontos possíveis sejam dados. O adversário é muito abaixo da exigência do que o Inter vai pegar na temporada. Jogos assim são apenas para trabalhar a maneira de atuar que vai ser testada mesmo em grandes duelos.

Dourado entrou como zagueiro mais uma vez – Ricardo Duarte/Inter

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque