Entre pro time

Inter

Miguel deu a entrevista mais importante desde que chegou no Inter

Publicado

em

Reprodução

Coloquei esse título porque, pra mim, essa foi a comunicação mais sincera do Miguel com todos. Disse, inclusive, que o time precisa de tempo para perder e aprender a jogar neste modelo proposto. Também falou abertamente sobre Taison, que foi firme no vestiário após o Gre-Nal.

Resumo da coletiva do Ramírez após o jogo contra o Olímpia:

  • Das partidas que o Inter jogou, essa foi a que o time foi mais fiel ao plano de jogo. Foi mais consistente durante mais minutos. Ele foi para o intervalo com a sensação que estava conseguindo o que queria. Tinha o controle do jogo e, a partir desse controle de jogo, iria encontrar espaço e as ocasiões de gol aconteceriam.
  • Não viu dificuldades no time. Acha que trabalharam muito bem. Tiveram paciência para encontrar os espaços, os caminhos. Acredita que a dificuldade foi abrir a partida.
  • É um modelo que não pede uma ou duas coisas, pede muitas coisas. Aqui, todos vem de um modelo totalmente distinto. Então, leva tempo e não só tempo, leva derrota. Derrotas para perder o medo e tentar de novo. E aqui não tem nem tempo para treinar e não pode ser derrotado. É complicado porque aqui tem urgência de ganhar, tem partidas a cada três dias e não se treina.
  • Ele tá tentando aproveitar reunião individuais com os jogadores, através de vídeo e tudo que é possível extra-campo para acelerar a aprendizagem do modelo de jogo com os jogadores.
  • Ainda não se sente classificado. Tem que vencer em casa para classificar e ser primeiro. Mas a vitória representar ter em mãos a classificação e dá a opção classificar como primeiro do grupo.
  • Sobre como foi a postura do Taison no vestiário após o Gre-Nal do Beira-Rio: Explicou que o plantel tem muitos jovens e, como todos jovens, necessitam da ajuda dos mais veteranos. Taison é muito bom maestro e desde o primeiro dia quer ajudar os companheiros, não só os jovens, todos. Taison é o Internacional, ele representa tudo que o Inter é, já viveu momentos bons e ruins. Sabe da importância de um Gre-Nal. A importância de sentir a derrota em um clássico. Taison está ai para recordar as pessoas do plantel, para fazer sentir a importância de um clássico. Esse foi seu papel não só no vestiário após o jogo como no dia seguinte.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque