Entre pro time

Inter

Meia do Inter contou como está sendo jogar pela Seleção dos Estados Unidos

Publicado

em

Reprodução

Acabei de participa de uma entrevista coletiva com o Johnny, volante do Inter e agora da Seleção dos Estados Unidos. Aqui um resumo do que ele disse:

  • Sempre sonhou com isso, mas não esperava que fosse acontecer tão rápido.
  • O trabalho na Seleção tem muito em comum com o que tinha fazendo no Inter com Coudet.
  • Aliás, tem acompanhado tudo aqui do Inter e, sobre o Coudet, pensa que foi uma opção dele deixar o clube.
  • Assim como acontece na Seleção Brasileira, teve o trote de subir na cadeira, contar um pouco da história e cantar uma música. Como tudo foi em inglês, a vergonha acaba sendo um pouco maior.
  • Também contou um pouco da sua história. Seus pais moravam em New Jersey quando ele nasceu. Só que nasceu na época do atentado, do 11 de setembro e, por isso, eles voltaram. Só que sempre ficou aquele gostinho americano.
  • Acompanha a MLS, campeonato dos Estados Unidos, mas não pensa em jogar lá por agora.
  • Sobre a escolha de jogar pela Seleção Brasileira ou Americana, sua ideia é continuar jogando pelos Estados Unidos até porque não tem uma segunda opção. Não há como fazer uma escolha se ele não tem a opção de jogar pelo Brasil ainda. (como só jogou amistosos, Johnny ainda pode mudar. Só quando jogar uma partida oficial, será definitivo).

Johnny estreou pelos EUA em amistoso contra o País de Gales – Reprodução

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque