Entre pro time

Inter

Diego Aguirre prometeu algumas mudanças na sua chegada no Inter

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

Em sua primeiras palavras, Diego Aguirre lembrou que o Inter lhe abriu as portas quando era um menino em 89, abriu as portas para ser treinador no mercado brasileiro e agora está novamente porque ficaram algumas coisas importantes e boas por fazer.

Pediu para falar que tem admiração por Paulo Paixão, por sua história, é um ganhador. É uma honra trabalhar com ele.

Falou que o Inter precisa recuperar sua identidade, ser um time de luta, de garra, de entrega total. Além, claro, de um bom futebol.


Resumo da entrevista do técnico Diego Aguirre:

  • Prefere não falar de nada para traz. Assistiu os últimos cinco jogos do Inter, é claro que a partida contra o Ceará não foi um jogo, mas são coisas que acontecem. Agora é olhar para frente.
  • A primeira coisa a fazer é recuperar a identidade. Os jogadores são de qualidade e tem certeza que eles tem como se adaptar as suas ideias.
  • Acha que fez um grande trabalho em 2015, lembra de coisas espetaculares junto com o Inter. O título gaúcho e os muitos jogadores jovens. Citou Willian, Geferson, Sasha, Valdívia, Dourado e Alisson. Quando lembra deste ano, lembra muitas coisas boas. Faltou o título da Libertadores, que esteve perto, mas lembra de coisas espetaculares.
  • Como já trabalhou com a maioria dos funcionários do clube, a coisa boa é que não precisa se adaptar ao Inter, já está adaptado.
  • Gostaria um time protagonista, de pressão e dinâmica. Mas que tenha a identidade. Que não perca as coisas que tem de muitos anos. O torcedor se sente identificado quando o time luta, se entrega, quando vai por cada bola.
  • Perguntado sobre as especulações que ele poderia ser o próximo técnico da Seleção uruguaia, respondeu que está focado no Inter, está muito feliz em estar aqui e não pensa em outra coisa que não seja cumprir o contrato.
  • Neste começo, não tem muito como trabalhar no campo, vai ter que apostar em vídeo, palestras e conversas para mostrar pros jogadores o que ele quer deles.
  • Foi somente aqui que seu preparador físico foi contestado. Às vezes, tem informações que viram verdade, mas sempre se sentiu tranquilo porque sempre trabalhou em times grandes e todas as experiências foram boas.
  • Podem ter certeza que irão ver um time muito dinâmico e com um bom jogo.

Diego Aguirre apresentado pela diretoria do Inter – Ricardo Duarte/Inter

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque