Entre pro time

Inter

Abel manda bem na estratégia do jogo, foi inteligente com D’Ale e Inter bate o Palmeiras

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • Foi uma vitória gigantescamente importante. Pra mostrar que o time vai brigar pelo menos por uma vaga no G4, pra chegar direto na Libertadores. Um sinal de recuperação, que as coisas voltaram a dar certo.
  • Edenilson foi o melhor ou pelo menos o mais importante. Fez o primeiro gol e deu a assistência para o segundo. A vitória só aconteceu por ele. Melhor em campo.
  • Yuri Alberto marcou gol de centroavante que é atacante. Digo isso porque ele é nove, mas com velocidade. Até por ter 19 anos. Saiu do campo de defesa para chegar na frente do goleiro e dar o toquinho por cima. Diferenciado.

Yuri Alberto entrou e fez o gol do 2 x 0 – Ricardo Duarte/Inter

  • Abel foi perfeito na estratégia da partida e até em pensar no aproveitamento do D’Alessandro. Conseguiu marcar bem o Palmeiras, sair no contra-ataque no segundo tempo e não tornar a despedida do D’Ale em um jogo festivo.
  • O camisa 10 entrou pra jogar quando estava 2 x 0. E foi o correto. A importância dele ninguém nega, porém, o jogo pedia o contra-ataque em velocidade. Foi assim que o Yuri marcou seu gol. Por isso, a entrada dele quando a partida estava decidida foi o mais sensato a fazer.
  • Abel trouxe Praxedes da Seleção Sub-20 porque pensa nele como titular incontestável do time. E isso é uma baita notícia. Só que, neste jogo pelo menos, o guri não foi bem. Jogou só um tempo e sem conseguir fazer nada muito importante.
  • Moledo levou o terceiro amarelo, não joga a próxima rodada, e Cuesta quase meteu um gol contra. Dá pra ver de duas maneiras o lance porque, embora tenha sido um erro do Cuesta, há um mês essa bola entraria. Pode ser um indicativo que a fase dele e do Inter tenha mudado.

Edenilson foi o melhor em campo contra o Palmeiras – Ricardo Duarte/Inter

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque