Entre pro time

Grêmio

Vira a temporada, mas Grêmio segue com o mesmo futebol e se compromete na Libertadores

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • A única boa notícia da noite foi que marcou gol e, mesmo perdendo por 2 x 1, como tem saldo qualificado, o Tricolor precisa de uma vitória simples, por 1 x 0, para se classificar a fase de grupos. Diante do cenário da noite, acabou sendo bem importante isso.
  • O gol gremista acontece cedo, numa falta, bola parada. Sofrida pelo Pinares, batida pelo Alisson e convertida num belo cabeceio do Diego Souza. Só que é preciso destacar isso, que foi bola parada. Treinador adora desmerecer quando perde em bola parada pra dizer que não foi derrotado taticamente. Só que o gol também vale. E esse valeu. Agora, o Grêmio precisaria entender que não fez muito mais do que esse gol.
  • Mais do que isso, o gol de certa forma fez mal porque parou de jogar. O time simplesmente ficou administrando o resultado como se isso fosse o mais importante. A ponto do Brenno levar cartão por cera na metade do primeiro tempo. Óbvio que não daria certo.
  • Renato conseguiu ajudar ainda mais os equatorianos. Foi lá, tirou o Pinares, que de fato não jogou bem, e meteu Darlan. Ficou uma espécie de três volantes, mas apostando no Darlan mais adiantado porque ele jogou bem assim recentemente. Não deu certo. Nada certo. Renato leu errado o fato, ele realmente estava perdendo o meio, mas porque seu time parou de jogar. Não era pra colocar outro meia.

Diego Souza marcou de cabeça, em bola parada – Lucas Uebel/Grêmio

  • Como se não bastasse, o Del Valle entra a toques de bola para empatar e depois o Alisson erra um passe daqueles cruéis, na saída de jogo e entrega o jogo.
  • Ruan se viu obrigado a fazer um pênalti para tentar salvar o gol. Não salvou e ainda foi expulso. Até isso foi errado. Não, o Ruan não é o vilão, mas era melhor ter levado o gol e ficar completo. Não era um lance com a bola entrando ou uma final de campeonato. Insisto, não foi o Ruan o cara a errar, mas ele poderia ter ido melhor ali.
  • Ainda destaco as atuações que não foram legais do Alisson, Matheus Henrique, Rodrigues.
  • Das coisas que não tem como entender: David Braz terminou o jogo como capitão, sendo que ele tá acertando pra sair. Não deu pra entender muito nem o Pinares como capitão. Ok, fala espanhol, mas isso é pouco. Nunca percebi nenhuma liderança dele. Não neste momento. Até pouco tempo não queria entrar em campo.
  • Brenno foi um dos poucos que manteve seu nível. Levou dois gols indefensáveis e salvou duas bolas bem difíceis. Se mantém em alto nível. Sempre alerta e fazendo a sua parte.
  • Bom chegamos num lance capital. E, sim, o Grêmio foi muito, mas muito prejudicado. Não há como esconder o erro grosso da auxiliar que deu impedimento em um gol completamente legal do Ferreira. Ele estava atrás do marcador, bem atrás. É justa a reclamação. Porém, vai ser preocupante porque mais uma vez a arbitragem vai ser um escape para a má atuação. Mais uma.

Brenno foi um dos poucos que manteve o nível de atuação – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque