Entre pro time

Grêmio

Saiba quanto custaria para Grêmio ou Inter contratarem o Pity Martínez

Publicado

em

Divulgação

A todo momento chovem torcedores de Grêmio ou de Inter sugerindo a contratação do Pity Martinez, melhor da América no ano passado pelo River.

Diante disso, fui buscar mais informações sobre ele. E o que recebi é que o preço pedido pelo Atlanta United, dos Estados Unidos, é de 5 milhões de dólares (R$ 21,2 milhões) para liberá-lo.

E olha que estamos falando de um preço bem interessante pelo cara. Afinal, os americanos pagaram 15 milhões de dólares para comprá-lo após a conquista da América no ano passado.


Fora isso, ainda tem que pagar o salário do cara. Pra vir, é coisa de R$ 600 mil líquidos. Ou seja, é isso e mais impostos. Dá uns R$ 750 mil mais ou menos.

Como aqui no Brasil tem o décimo terceiro, daria até acertar por R$ 600 mil brutos que ele mais ou menos bateria com o que recebe nos EUA.

Mesmo assim, estamos falando em um investimento alto. Seria o maior salário do Inter, ao lado do Guerrero, e entraria no patamar de Geromel e Maicon, no Grêmio.

PIty joga no Atlanta United, mas os americanos aceitam negociá-lo por 5 milhões de dólares

Claro que tudo depende das negociações, mas estou dando uma base de valores para a galera entender que ele até é contratável, mas não é tão barbada assim.

Pity é comandado pelo lendário holandês Frank de Boer, que o criticou durantemente no começo. Disse que ele não estava se dedicando muito. Mas nas últimas semanas o ex-jogador do Barça mudou o tom, disse que finalmente o argentino estava se dedicando no ataque e na defesa e tinha futuro jogando nos Estados Unidos.

Informação 1 : Pity tem ótima relação com D’Alessandro. Eles jogaram juntos no River e o cara teve até esteve até no Lance de Craque de 2017.

Informação 2: O Grêmio tentou a contratação do Pity Martínez na metade deste ano. Toparia pagar o salário e o pegaria por empréstimo pagando 1 milhão de dólares. Renato vetou o jogador, queria o Thiago Neves. E ai os vice-presidentes do Grêmio é que vetaram.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque