Entre pro time

Grêmio

Romildo nem pensa em plano B, vê São Paulo favoritaço e entrou em contato com presidente do Inter

Publicado

em

Reprodução

O presidente Romildo deu entrevista, por telefone, na Rádio Guaíba. Aqui um resumo do que ele disse:

  • O Santos foi superior nos dois jogos e mereceu vencer.
  • Entre os fatores pra goleada na Vila estão: a marcação do Santos que encaixou, a incapacidade de reagir do time e os problemas na finalização. Estes foram os motivos encontrados pelo presidente para explicar a eliminação.
  • Renato é livre para escalar o time como quiser. Quando eles conversam, é uma troca de ideias. Romildo dá opiniões sobre o time, mas nada mais do que isso. Não decide nada. É tudo com a comissão técnica. O dia que tiver que escalar o time, tem que demitir o técnico.
  • Acha que, quando Renato fala em melhor futebol do Brasil, ele quer dizer que o Grêmio está sempre disputando. Não é algo arrogante ou coisa do tipo. Não é essa a interpretação que ele Romildo tem, embora saiba que muita gente pensa assim.
  • Nem pensa em tirar o Renato. Não existe essa possibilidade. Ele não caí. E sequer há um plano B caso ele decida não ficar. Sua renovação vai ser debatida mais adiante, mas não tá nem perto desse debate acontecer.
  • Até pelo que estão jogando e pelo momento que vivem como líderes no Brasileirão, o São Paulo chega como “favoritaço” para o confronto da Copa do Brasil. O Grêmio vai ter que correr atrás, buscar o resultado. É bom que os jogadores, comissão técnica e direção saibam disso. Tem que ter noção do desafio. Não são favoritos e estão até inferiorizados no momento.
  • Entrou em contato com o novo presidente do Inter, Alessandro Barcellos, para cumprimentá-lo pela vitória. Tem gostado das suas declarações, são muito ponderadas. Brincou desejando muito sucesso pessoal pra ele.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque