Entre pro time

Grêmio

Os caras estão fazendo de tudo para o Grêmio cair novamente! O roteiro de 2021 está idêntico!

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio
  • Desse jeito, o Grêmio vai cair. Estão fazendo de tudo para cair. O roteiro de 2021 está idêntico. Sim, idêntico. Renato diz que a diferença é que, dessa vez, tem ele aqui. Esquece que ele também foi um dos responsáveis pela queda em 21.
  • A derrota começa antes do apito inicial. Soteldo simplesmente não aparece e perde o segundo jogo após a Copa América.
  • Com bola rolando, tudo começa com Edenilson perdendo uma chance cara a cara com o goleiro do Cruzeiro. E não era o Cássio, tá? É o Anderson, que não é nada badalado e até o Chapecó foi pra lá porque não confiavam muito nele. Pois é, Edenilson começa a derrota gremista. Ele tinha que fazer aquele gol.
  • Só que as coisas ficam desesperadoras em incríveis 45 segundos. Reinaldo conseguiu perder de cabeça para o Ramiro e acontece o primeiro gol. 45 segundos depois, todo mundo fica parado olhando o carinha deles chutar de fora e marcar o segundo. Pane geral, em um time que insiste em tomar gols.
  • Vem o intervalo e Renato faz quatro trocas. Quatro trocas. Quando o treinador faz isso, ele escancara que tá tudo errado. Aliás, dá pra fazer mil leituras disso. Desde que quem tem que trocar tanta gente assim é porque escalou mal, chegando até ao fato de se o time todo tá mal, a culpa é do treinador. Esse ponto aqui é desesperador.
  • Kannemann é expulso. E, gente, a expulsão é injusta. Era entrada, no máximo, para amarelo. O cara foi expulso direto. Só que alguém aqui tem coragem de reclamar? O Grêmio não tem a menor moral para falar nada de arbitragem. 
  • Nesse momento, o Grêmio começa a jogar com Dodi e Villasanti de zagueiros. Sim, Dodi e Villasanti de zagueiros. Olha a situação. E ainda queriam virar o jogo.
  • Mesmo assim, Nathan Fernandes ainda perdeu um gol incrível, após trocar passes com o Galdino, perdeu na entrada da pequena área. Só que, não se empolgue, o Matheus Pereira perdeu outros dois gols feitos também. Se ele fizesse, seria goleada do Cruzeiro. Qualquer gol gremista seria injusto.
  • O amadorismo acontece quando Renato, pouco depois dos 30 minutos, chama o lateral Mayke para entrar em campo. Detalhe, já tinha feito as cinco substituições. Não tinha outra troca. Por “sorte”, o Gabeira avisou que não tinha mais como mudar. Já não ia mudar muito colocar o Mayke. No máximo, o Reinaldo poderia ser vaiado. De resto, nenhuma mudança. Só que o treinador não saber as trocas é estar perdido na beira do gramado, vamos combinar.
  • Os pouco mais de 4,7 mil que tiveram coragem de ir no Centenário, começaram a sair antes do final da partida. E, quem ficou, vaiou e xingou o tanto que pôde Renato e os jogadores. Agora, não tem mais como Renato dizer que são poucos ou não é a torcida gremista. Tá todo mundo insatisfeito.
Facebook Comments
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque