Entre pro time

Grêmio

Grêmio foi obrigado a fazer nova negociação com os jogadores

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

A direção do Grêmio confirma que irá procurar o grupo de jogadores nos próximos dias para fazer uma renegociação do salário deles. Num primeiro momento, o clube conseguiu realocar o pagamento dos direitos de imagem para 2021, mas agora não tem mais jeito, eles terão que cortar parte do salário da carteira mesmo. E será corte real, sem ganhos no futuro. Não há grana pra pagar. Isso ainda não foi debatido, mas será muito em breve. Romildo já avisou.

Outra informação importante é que o Grêmio já conseguiu renegociar o pagamento de quase R$ 30 milhões em contas que deveriam pagas agora e foram reprogramadas para mais adiante. O clube está procurando parceiros e dizendo que não se nega a pagar, mas tem que colocar tudo bem parcelado e com pagamentos pro futuro. Nada agora.

Os dirigentes apelam dizendo que este é o momento do sócio ser solidário. O Grêmio fez o que foi possível para dar benefícios ao seu torcedor. Mesmo que não pareça muita coisa, o Grêmio teve até que negociar com o pessoal da Arena para conseguir dar algumas vantagens aos torcedores que pagarem suas mensalidades em dia agora.


Mais, Romildo falou com o departamento de sócios e autorizou o setor a negociar o que for preciso para que os sócios consigam parcelar e quitar seus débitos. Todos que tiverem com parcelas atrasadas, podem conversar que serão atendidos. Estão autorizados pelo próprio presidente.

O Grêmio estava com 88,6 mil quando começou a pandemia e, hoje, está com quase 85 mil em dia. Não parece muito, mas isso significa R$ 1,1 milhão por mês a menos no quadro social.

A boa notícia é que a GrêmioMania da Arena voltou a funcionar e só no primeiro final de semana vendeu R$ 40 mil em produtos. Claro que não salva o clube. Só que, nessa hora, tudo ajuda.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque