Entre pro time

Grêmio

Grêmio e Porto divulgam detalhes dos valores da venda do Pepê

Publicado

em

Reprodução

As direções de Grêmio e Porto acabam de confirmar conjuntamente a venda do Pepê para o time português.

Mas apesar de já vendido, o atacante vai ficar aqui até o final de junho, se apresentando lá só a partir do dia 01 de julho.

Em nota, o Grêmio confirma a venda no valor líquido de 15 milhões de euros (R$ 98 milhões). Ou seja, é 15 milhões de euros apenas para Grêmio e Foz dividirem. Os impostos serão pagos pelo Porto a parte, por fora.


Outro detalhe interessante é que o mecanismo de solidariedade, de até 5%, também será bancado por fora, pelo time europeu. Além do Grêmio, ele também passou por Coritiba, Athletico e o próprio Foz do Iguaçu na formação.

Além disso, o Grêmio ainda fica com 12,5% de um valorização futura dele na Europa. Só que esse percentual só vale a partir de 15 milhões de euros. Exemplo, se ele for negociado por 25 milhões de euros, o Tricolor ficará com 10% de 10 milhões.

O novo contrato dele lá será de cinco anos, até a metade de 2026, e sua multa rescisória passará a ser de 70 milhões de euros. Multa que, aliás, é menor que a que ele tinha por aqui. Por segurança, a direção gremista colocou a multa dele em 150 milhões de euros (quase R$ 1 bilhão).

Site do Porto confirma a compra do Pepê – Reprodução

Nota oficial do Grêmio:

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense e o Futebol Clube do Porto informam, conjuntamente, terem chegado a um acordo para a transferência de 100% dos direitos econômicos do atleta Pepê.

O valor líquido da transação é de 15 milhões de euros, reservando-se ao Clube uma mais-valia de 12,5% em uma futura transação. O valor correspondente ao mecanismo de solidariedade será pago integralmente pelo Futebol Clube do Porto.

O jogador permanece no Grêmio até o final do mês de junho, apresentando-se ao Porto no início do próximo período de transferências internacionais, em 1º de julho.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque