Entre pro time

Grêmio

Estreia na Sul-Americana comprovou quem tem que ficar e quem tem sair do time do Grêmio

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • O melhor em campo pelo Grêmio foi o Diego Souza. Na real, foi o mais decisivo pelo menos. Afinal, ele fez o 1 x 0 de cabeça após cruzamento do Ferreira e deu a assistência, de cabeça, para o segundo gol. Então, a vitória tem a assinatura dele.
  • O segundo melhor foi o Brenno. Duas grandes defesas que garantiram a vitória. Cada partida que passa aumenta a certeza que ele está pronto, que ele tem que ser o goleiro titular na temporada. Não há porque contratar outro goleiro mais experiente ou qualquer outra coisa. Não tem porque gastar no gol. Brenno tirou uma falta que ia no cantinho e uma pautada seca de fora da área. Só tomou o gol porque o Rafinha abriu a marcação na hora do chute deles.
  • A terceira colocação fica dividida entre dois jogadores. Falo isso porque o Ferreira deu a assistência no primeiro gol indo a linha de fundo e colocando na cabeça do Diego Souza. Só que o Ruan tirou uma bola que iria entrar. A velocidade na recuperação de jogadas que parecem perdidas é incrível.
  • Ainda como destaques positivos individuais, coloco o Thiago Santos nesta lista. Olha, tô ficando com a certeza  que ele vai fazer todo mundo que criticou a sua contratação morder a língua. Que segurança que dá na frente da zaga.

Thiago Santos fez mais uma ótima partida dentro da sua proposta – Lucas Uebel/Grêmio

  • Rafinha foi apenas médio. Participou bem na jogada ensaiada do segundo gol, mas falhou no gol dos caras. Ele claramente abriu o lado errado. Fechou a perna da linha de fundo do colombiano e deixou o meio aberto pro chute. Errou. Ainda é cedo pra ser definitivo, por óbvio, mas tem que pontuar.
  • Alisson saiu com uma lesão que tem tudo para ser grave. Olha, a impressão é que ele vai ficar muito tempo fora. Mesmo que ele não esteja fazendo uma boa partida, mesmo que todos saibamos que deveria sair do time, é extremamente lamentável ver alguém se lesionando. Se tivesse VAR, o cara do La Equidad estaria expulso.
  • Rodrigues está comprometendo. Foi expulso porque foi juvenil. Até pra “bater” tem que ser malandro. Jogador precisa ser inteligente. Ficou claro que o Rodrigues revidou porque os colombianos bateram o jogo todo. Mas ele foi juvenil, amador. Bateu errado e ainda na frente do bandeira. Além de tudo, foi pouco inteligente.
  • Jean Pyerre voltou a jogar abaixo do que a gente espera dele. É isso que se cobra do Jean. Ele é o melhor jogador do Grêmio com sobras. Se quiser, joga todas em alto nível. Não consigo entender porque ele não faz isso. Jean, de novo, voltou a fazer um jogo mediano.
  • Por fim, Matheus Henrique foi apenas ok. Não é mais o mesmo há algum tempo. Não sei o que aconteceu com ele. Faz o óbvio e básico demais. Poderia fazer mais.

Rafinha foi titular e capitão do Grêmio – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque