Entre pro time

Grêmio

Cruzeiro voltou atrás, quase implorou, mas Grêmio se negou a negociar por Orejuela. Entenda!

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Nos últimos três dias, representantes do Cruzeiro ligaram para os dirigentes gremistas tentando reatar a negociação para compra do lateral Orejuela.

A primeira tentativa deles foi fazer um novo acordo financeiro, com outros valores, mas o Grêmio não aceitou. Depois, propuseram então aceitar o negócio do jeito que estava estava definido até o dia 31 de dezembro e os próprios caras do Cruzeiro não assinaram na última hora.

Sem chance. A direção tricolor ficou muito incomodada com a postura dos caras e agora eles é que não querem mais comprar o Orejuela. Isso tanto é real que o ala está em Belo Horizonte, se apresentou na Toca e até texto de despedida postou em seu Instagram.


 

O apavoramento deles se dá porque são quase três meses de salário atrasados. Os jogadores se recusaram a concentrar pra partida contra o Oeste. Que acabou em derrota, diga-se.

Só que a direção do Grêmio percebeu desde o começo que tudo se tratava de um blefe do Cruzeiro. Os caras apostaram que, no desespero, pra não perder o negócio, o presidente Romildo iria mandar pagar os mais de R$ 22 milhões para não perder o lateral.

Não deu certo. Romildo foi duro, o CEO Carlos Amodeo também. Agora, a ideia na Arena é que esse ato do rival é mais do que uma simples estratégia de negociação. Afinal, as negociações tinham acabado, todo mundo cedeu um pouco e faltavam horas para assinar o contrato.

Por isso, a o que dizem no Grêmio é que existem determinadas atitudes que são inaceitáveis do ponto de vista da relação institucional entre os clubes. Esta que aconteceu é uma delas.

Todos garantem que Orejuela não volta para a Arena.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque