Entre pro time

Grêmio

Como foi a chegada do Caio Henrique no Grêmio

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Caio Henrique, 22 anos, chegou e vai usar a camisa 19. Ele se disse pronto fisicamente para jogar. Tá à disposição para o Gre-Nal. Aliás, foi logo dizendo que “sabe que clássico não se perder”.

Depois, ainda brincou dizendo que a parceria com o Bruno Fuchs, colega de Seleção, acabou. Agora são rivais. Acredita que o tempo na Seleção ajudou a entrosar com Matheus Henrique e Pepê. E que a escolha por vir foi pela estrutura, pelo time, já que ouviu muitas coisas boas do grupo quando estava na Colômbia com o Matheus Henrique.

Ele vem para a lateral, mas não descarta jogar de volante, que é sua função de origem. Ele começou na base do Santos assim, jogou no Atlético de Madrid de volante também. Só no Fluminense que acabou sendo convertido em lateral.


O ex-jogador Deco é o empresário do Caio Henrique há muitos anos – Lucas Uebel/Grêmio

Uma informação importa foi trazida pelo diretor Klauss Câmara. Ele revelou que não há cláusula de compra estimulada. Se quiser ficar com ele, terão que negociar com o Atlético de Madrid. Mas o Deco, empresário, tem ótima relação lá e prometeu ajudar.

  • A primeira informação que eu recebi é que os espanhóis queriam colocar uma cláusula de compra no valor de 12 milhões de euros (R$ 57 milhões). Só que não faz a menor diferença. Afinal, o Grêmio jamais iria pagar tanto por um ala.

O Grêmio pagará 500 mil euros (R$ 2,3 milhões) pelo empréstimo de uma temporada do Caio Henrique.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque