Entre pro time

Inter

Rodrigo Caetano respondeu as constantes reclamações do Coudet na imprensa!

Publicado

em

Reprodução

  • Rodrigo Caetano abriu sua coletiva dizendo que sempre acompanha as coletivas de treinadores, dando um claro sinal que tinha prestado atenção nos recados que o Coudet deu. Depois, foi esclarecendo que está bastante claro que eles não estão deixando que nada afete o dia a dia, mesmo com o período eleitoral.
  • Frase dele: “Da mesma forma que eu também, assim como disse o Chacho, nós aqui também, por parte da diretoria que eu represento hoje, também falamos a verdade, né? Se ele se refere ao elenco, limitado em número, eu tenho que exaltar que ele é extremamente qualificado. Atingimos, desde o ano passado, uma cobrança muito forte para o aproveitamento de jovens no Internacional. E, bom, neste ano a gente fez isso. E aí, em contra partida, somos cobrados por contratar. A gente vai contratar se der e que seja alguém que no nosso entendimento seja realmente para elevar a qualidade. Nós não temos a mínima condição de fazer.”
  • “Eu não acredito na filosofia de você trazer jogadores, se endividar e depois ter ai uma dívida com aqueles que hoje estão no Internacional. Eu não acredito nisso, neste filosofia. Respeito quem trabalha desta forma, mas eu certamente não estarei aqui no dia que isso for direcionado.”
  • “Em relação ao Maurício, obviamente que o Chacho, no momento que ele define jogador que não tenha jogado na primeira divisão, mas o Mauricio estreou ano passado, quando o Cruzeiro ainda estava na primeira divisão.”
  • “Quais são as equipes que não estão utilizando jovens? Talvez o Flamengo, que utilizou numa necessidade, que tem um orçamento muito maior e o Atlético-MG, que fez um grande número de contratações. Quais outras equipes que não colocaram seus jovens, muitos deles como solução. O próprio São Paulo que teve sequência de vitórias muito creditada a estes jovens. Então, se nós temos bons valores em casa, vamos acreditar sim!”
  • “Penso que no ano passado nós tínhamos um elenco que também não era muito vasto, não vou ficar aqui fazendo comparação em termos de qualidade, mas chegamos em umas quartas de final em termos
  • “Quem trabalha no Internacional, que se dispõe a estar aqui, tem sim que pensar em disputar tudo no topo. Não importa. As justificativas, elas jamais vão servir. O que vai servir é o resultado, nós sabemos disso. Temos experiência suficiente.”
  • Ele também gostaria de ir no mercado e escolher este ou aquele, mas não é a realidade. A resposta tá cansada. O torcedor já cansou disso. Todo mundo sabe a realidade financeira do clube.
  • Rodrigo pensa que o Inter nos últimos anos está muito mais perto do que distante de ganhar títulos.
  • Ele não fica incomodado com as perguntas sobre contratações. O que ele não gosta é quando questionam o elenco do Inter. Porque esse foi um elenco que ele, Rodrigo, e o próprio Coudet montaram. Não tem um elenco numeroso, mas um bom elenco sim.
  • Mais, tem time e tem elenco. Talvez não seja o time dos sonhos, mas o Inter não termina neste ano. Ano que vem, talvez, dá pra melhorar.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque