Entre pro time

Inter

O poder de investimento do Inter na próxima tempora

Publicado

em

Mariana Capra/Inter

  • Nos últimos dias do ano de 2020, a gestão do presidente Medeiros conseguiu um novo acordo com o Governo Federal para pagar dívidas de impostos. Sim, mesmo com o Profut, que já existe pra isso, o Inter estava devendo mais de R$ 150 milhões para o Governo. Diante dessa situação, uma nova negociação teve que ser feita e, além de conseguir descontos de 30% em uma parte e 45% em outra, o clube ainda parcelou o pagamento dessa dívida em 12 anos.
  • Mas essa é só uma parte da dívida colorada. Segundo o próprio presidente Alessandro Barcellos falou, em entrevista no canal do Potter, o Inter tem R$ 400 milhões em dívidas para pagar até o final de 2021.
  • É claro que isso não vai ser pago agora, não tem como, terão que alongar isso. E, alongar significa aumentar os juros, mas é a única saída. (um estudo da Pluri Consultoria descobriu que, nos últimos anos, o Inter paga R$ 30 milhões em juros bancários para ficar tocando essa dívida pra frente).
  • Mas o novo presidente Alessandro Barcellos está com a meta de pagar isso. E, segundo ele, vai dar pra pagar R$ 60 milhões da dívida neste ano.
  • Hoje, dos R$ 400 milhões que devem entrar de receitas da temporada, o orçamento colorado vai ser gasto assim: R$ 280 milhões com o futebol, isso inclui o gasto com profissional e base, depois vem os R$ 60 milhões em dívidas e sobram R$ 60 milhões para despesas gerais. Coisas como logística, hotel, voos, água, luz, telefone, enfim, custos de uma empresa.
  • E, mesmo que o investimento do futebol seja menor que Flamengo, Palmeiras, Grêmio e São Paulo, a folha do Inter tá em R$ 8 milhões. Dá pra fazer muita coisa com essa grana mensal. Tanto, que a direção quer otimizar isso ai.
  • O diretor Paulo Bracks falou pra gente no Donos da Bola que vai reduzir a folha. Não disse como conseguirá fazer isso, mas que vai cortar jogadores.
  • Mas, voltando pro presidente Alessandro, ele foi categórico na entrevista pro Potter que dá pra ganhar reduzindo a folha. Citou o Athletico como exemplo e falou que não dá pra repetir derrotas como a do América-MG.
  • Por fim, Alessandro Barcellos prometeu que não vai mais ter aquela história do torcedor chegar no meio da temporada e dizer: “Bah, larguei de mão porque esse ano é só balão pra área e não vamos conseguir nada, vamos ficar em décimo ou décimo quinto. Não vai mais acontecer”. Com o plantel que tem, vai no mínimo brigar na ponta.

Alessandro vai reduzir o orçamento do futebol pra temporada 2021 – Mariana Capra/Inter/I

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque