Entre pro time

Inter

Estreia do D’Alessandro, Abel defendido pelo Galvão, dirigente confirma lesão e Pato ainda quer jogar

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • D’Alessandro estava no Beira-Rio no final de semana. Isso aconteceu porque o gringo ainda não tem autorização para entrar no Uruguai. Medidas de segurança do país que fechou as fronteiras por mais 20 dias. O Nacional não sabe o que fará para ele entrar. Só que, mesmo se entrar, sua estreia será apenas em março, quando recomeça a Libertadores. Motivo? As inscrições para o campeonato uruguaio já encerraram. Ele não pode atuar neste. Só em março na Libertadores e abril no próximo ‘uruguaião’.
  • Com a vitória diante do Goiás, Abel Braga chegou a 63% de aproveitamento nos nove jogos em que está dirigindo o Inter neste Brasileirão. Se contar só os que ele esteve na beira do gramado, fica melhor ainda. Dá 83%. Isso porque o Leomir comandou em quatro partidas. Mesmo assim, é da comissão dele. Então, vale os 63%. Que é bom, melhor que os 60% do Coudet, por exemplo.
  • Até por isso, no Bem Amigos desta segunda, Galvão Bueno saiu em defesa do Abelão: “Muitos jovens cavaleiros do apocalipse, andaram dizendo que era um técnico ultrapassado. Mas técnico não se mede pelo passaporte, idade ou tempo de trabalho. A força do Abel é muito grande”.
  • Em entrevista na Rádio Bandeirantes, João Patrício Hermann, vice de futebol do Inter, garantiu que Abel sabe qual é o projeto da nova direção e garantiu que vai ser parceiro em qualquer situação. Ou seja, indicou que Abelão tem noção que não vai ficar e, mesmo assim, topou o desafio.
  • O dirigente confirmou que Thiago Galhardo ainda tá no Departamento Médico e não voltou aos treinos com o grupo. É dúvida pro jogo de domingo por conta de uma lesão muscular na panturrilha.
  • Em Minas, a imprensa de Belo Horizonte descobriu que, antes de contratar Rodrigo Caetano, o técnico Jorge Sampaoli ligou pro Coudet para ter referências do executivo. E Coudet falou bem do Caetano. Deu ótimas referências. Isso ajudou na contratação.
  • Enquanto isso, Alexandre Pato respondeu um torcedor no Twitter dizendo que vai voltar a jogar em breve. Não tem nada resolvido, mas vai decidir entre clube do Brasil, Estados Unidos ou até Europa. Mais, ele ainda quer jogar por pelo menos cinco anos.


Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque