Entre pro time

Inter

D’Alessandro dá pequenas pistas sobre seu futuro e Taison com a sua camisa 10

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do D’Alessandro após o seu último jogo no Inter:

  • Até então, não tinha estudado as propostas que estavam chegando porque focou no Inter. A partir de agora irá ver onde vai jogar. A prioridade é sua família. Tem que ser o melhor pra eles.
  • O seu novo clube não será aqui no Brasil. É muito difícil vestir outra camisa aqui no Brasil.
  • O que lhe motiva é jogar futebol. Está bem fisicamente. Não é o mesmo de 2008, quando chegou, mas não perde o profissionalismo, o esforço, a dedicação, a vontade e a fome de vencer.
  • Disse que quer conseguir alguma coisa a mais para a carreira e sente que pode contribuir dentro de fora do campo em algum outro grupo.
  • Não quer férias. Com quase 40 anos, gostaria de começar numa equipe nova em janeiro mesmo.
  • Ainda tem força para acordar cedo, chegar cedo no clube e tomar café com os funcionários. Esse é um exemplo que gostaria que os mais novos seguissem, inclusive. De chegar cedo, se dedicar, enfim.
  • O clube precisa se unir. Os anos eleitorais foram sempre muito difíceis. As coisas repercutem muito no vestiário. Lamentou que são colorados atacando colorados.
  • Ele sai com 13 títulos e com o carinho do torcedor, o que pra ele é importante. No entanto, os títulos são consequência do trabalho. O mais importante é o exemplo, a dedicação. Assim quer ser lembrado.
  • Gostaria muito de ver o Taison com a camisa 10. Sempre usou a 7 aqui, mas pelo que ele representa pro Inter, pelo que ele ama o Inter, seria muito legal que ele herdasse essa camisa.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque