Entre pro time

Inter

Cobrança no Musto, explicação por não fazer trocas e comparação com o Santos de Sampaoli

Publicado

em

Divulgação

  • Coudet pensa que o primeiro cartão para o Musto foi desnecessário (achou que foi injusto), mas cobrou que o volante deveria ter pensado na hora de ter feito a falta que levou o segundo cartão. Era preferível ter levado um gol do que ter perdido um homem. Mesmo assim, não acha necessário ir falar com ele. Musto é experiente e sabe que errou.
  • Coudet também justificou que não fez mudanças no time antes porque o Inter estava melhor em campo no segundo tempo. E não tinha o porquê mudar sendo que estava melhor. Chegou a relutar na hora de tirar o Lindoso porque era um batedor de pênalti. Ele manteve Guerrero e D’Alessandro em campo por isso.
  • Declaração do Victor Ferraz, lateral do Grêmio, na saída do gramado do Beira-Rio: “O estilo de jogo deles pra mim não é muita novidade. É muito parecido com o Santos de Sampaoli. Eu dentro do campo conseguia visualizar o Santos que eu joguei no ano passado.”

 

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque