Entre pro time

Inter

A avaliação que o Abel fez do jogo, da atuação do Marcos Guilherme e do árbitro que perdeu escudo da FIFA

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do Abel:

  • Sua visão é que o Inter ganhou um ponto em Curitiba, segue na liderança e, quem tá perseguindo, foi lá a três rodadas e perdeu.
  • O Marcos Guilherme teve uma atuação tática extremamente importante na marcação do Abner. Sua atuação no ataque não foi importante, mas o Abner não jogou. O Athletico tem uma jogada forte de virada de bolas entre os pontos e isso não aconteceu. Ficou de bom tamanho.
  • Antes da partida, Abel recebeu um relatório que mostrava que, em nenhum jogo, o Athletico levou gol antes dos 20 minutos de partida. Isso acontece porque custa se adaptar um pouco ao gramado. Tanto é que o segundo tempo foi igual. E isso que os jogadores do Inter fizeram um aquecimento diferente, trocando muitos passes, tentando bolas longas, mas é muito diferente jogar lá.
  • Comparou o gramado sintético a usar um sapato novo. Quando tu compra, não vai sair correndo, precisa se adaptar.
  • Sobre o pênalti não marcado, se o VAR foi consultado, nunca viu um VAR ser consultado tão rápido. Tem VAR que demora cinco minutos, esse foi super rápido.
  • Pediu para a CBF levar em consideração que, quando um árbitro passa muitos anos com o escudo da FIFA e perde esse escudo, complica muito. Eles começam a der explicações que não existem, critérios que só o árbitro vê. E isso não é bom.
  • Confirmou que Uendel vai jogar na vaga do Moisés, suspenso, e Dourado volta no meio-campo contra o Sport, quarta.
  • O Inter não muda o seu jeito de jogar, ele joga praticamente com a mesma formação, mudando apenas a estratégia para cada partida. Vai fazendo ajustes conforme o adversário.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque