Entre pro time

Grêmio

Romildo conta porque Franco Cervi não veio e joga limpo sobre o futebol do Grêmio

Publicado

em

Reprodução

  • Está sim buscando um meia. Tem pouco tempo, até segunda a janela tá aberta, mas ainda tem chance de vir este meia. As negociações acontecem.
  • Chamou o Thaciano de um jogador fantástico de grupo.
  • Citou que o Jean Pyerre é a principal peça de armação do time e o meia que virá, se eles conseguirem contratar, tem tudo para ser o substituto dele.
  • Lembrou que até o Diego Souza pode jogar recuado porque sabe ser meia. Isso seria em uma emergência, mas pode acontecer. Churín de centroavante e Diego Souza mais atrás.
  • Quer que a torcida saiba que eles não estão parados. Estão trabalhando muito. Avançaram em muitas situações e seguem trabalhando, mesmo com o tempo escanço.
  • O Franco Cervi foi pensado, foi tentado, mas o treinador do Benfica, Jorge Jesus, inviabilizou a saída dele e não houve avanço.
  • Pensa que o Campeonato Brasileiro está perfeitamente ao alcance. Lamentou apenas sete pontos em casa na competição: derrota pro Sport, empates contra Corinthians e Fortaleza, em casa.
  • O futebol apresentado até aqui não é suficiente para brigar por títulos. Seria tapar o sol com a peneira dizer isso. Ficou preocupado com os momentos do jogo contra o Juventude que foram de extrema dificuldade.
  • Em certo momento da coletiva, por conta própria, o presidente discursou que, assim como fez com André há um tempo atrás, pediu para que se tenha respeito pela dignidade das pessoas. Está se vivendo uma patrulha excessiva seja nas redes sociais ou até da mídia. Reclamou do ambiente que existe para desfazer a profissão do jogador e muitas vezes com falta de respeito. Romildo não revelou qual jogador ele pensa que está sendo desrespeitado. Falou apenas isso.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque