Entre pro time

Grêmio

Pouca gente vai lembrar, mas essa vitória do Grêmio teve muitos destaques importantes

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio
  • Valeu pelo resultado e pela estratégia de jogo. Baita vitória. Daquelas que a gente não vai lembrar muito porque agora tudo é Flamengo, mas que recolocou o Grêmio na segunda colocação e mantém uma classificação para a Libertadores vivíssima. Confesso que não acredito em título Brasileiro, mas terminar entre os quatro primeiros já me parece uma realidade.
  • Sem Suárez e Villasanti, Renato optou por três zagueiros, Ronald no meio e André Henrique de centroavante. Mais, seguiu naquele jeito de jogar que estamos acostumando. Muita segurança defensiva e saídas com força no contra-ataque.
  • Os melhores em campo, sem dúvidas, foram Gabriel Grando e Kannemann. O goleiro salvou umas três ou quatro e o Kannemann nem precisa dizer. É incrível que tu nota que ele tá bem diferente de antes, a idade pesou, com certeza pesou, mas ele se esforça muito mais e aí compensa. O cara deixa tudo em campo. 
  • Ronald fez ótima estreia. É um baita volante. Cara da Seleção Sub-20. Ele tem estatura, sabe marcar e sair pro jogo. Tá aqui um que aposto minhas fichas. Tanto na primeira como na segunda função, tem tudo para protagonista em breve.
  • André Henrique, a outra novidade, fez o que pôde. Quando recebia a bola, tentou fazer a parede e segurar lá em cima o que conseguiu. Mas claramente ainda não está no nível que a gente espera. 
  • Pra não perder esta linha de raciocínio, penso que dois jogadores parecem sentir demais a falta do Suárez. Primeiro o Bitello e depois o Reinaldo. Sim, ambos tinham na referência dele um norte, um cara que sempre procuravam. O Bitello era nas tabelas, nas assistências. Já o Reinaldo sempre tinha nele a bola longa, o cruzamento. Pra mim, são os que mais estão sentindo.
  • Aconteceu alguma coisa com o Carballo. Tenho pensado até que podem ser aquelas dores no púbis que ele sente vez por outra. Sei lá, talvez com a lesão do Pepê, tá indo no sacrifício. Deixo claro que é achismo meu, mas é uma explicação. Aquele volante organizador não chega nem perto. Tá bem abaixo.
  • O Cristaldo é outro que não joga pelo preço que custou. Pra quem custou R$ 24 milhões, deveria tá fazendo mais, não?
  • Ferreira entrou no segundo tempo e voltou a ser o ponta que ajuda na reta final. Desta vez, não fez nenhuma jogada de gol, mas entrou bem. Ele é, no mínimo, uma boa opção que o time retorna a ter agora. Não sabemos por quanto tempo, mas tá aí.
  • Por fim, destaques para as estreias do Fredy Nogueira, centroavante paraguaio da base, e do Iturbe. Achei legal que o Iturbe é malandro. Cavou uma falta, queriam sair jogando rápido e ele segurado, matando e catimbando. Vamos ver se é maduro mesmo em jogo grande. 
  • Agora, é o Flamengo. A dúvida é saber se o Suárez, que hoje ficou no camarote, vai tá em campo. Nem que seja para a despedida. Com ele, muda a qualidade em campo. Por justiça, esse time tem a mesma entrega com ou sem ele, mas é nítido que Suárez muda é a qualidade do ataque e de outros jogadores em campo.
Facebook Comments
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque