Entre pro time

Grêmio

Os três motivos que fazem o São Paulo favorito e as broncas do Grêmio com a arbitragem

Publicado

em

Reprodução

Resumo da entrevista do presidente Romildo na concentração, em São Paulo:

  • Se fosse dar um favoritismo, daria pro São Paulo. Motivos? Joga em casa, está mais descansado e um time que tem um jogo coletivo um pouco melhor que o do Grêmio.
  • Falou que o Grêmio teve um jogo taticamente mais estudado aqui na Arena e isso deve se repetir no Morumbi. O presidente não disse qual seria essa tática, apenas usou um jogo mais estudado.
  • Explicou que, fala da arbitragem porque tem muitos episódios, muitos fatos, em que o São Paulo foi contemplado. Garantiu que não faz isso para buscar vantagem e sim para buscar neutralidade.
  • Sempre há uma orientação no vestiário sobre como o arbitro daquela partida atua e isso vai acontecer no Morumbi. Só que não passa disso. Apenas orientações de rotina, nenhum outro fato será criado.
  • A vantagem não é grande, mas também não é desprezível. Não dá pra jogar pensando na vantagem. O que ela ajuda é que, mesmo se tu levar um gol, tu segue no jogo. Isso dá até uma tranquilidade para atacar. O Grêmio vai pro ataque em São Paulo.
  • Confirmou que o que é dito na imprensa acaba entrando sim no vestiário e que isso pode ser usado como uma espécie de combustível, de estimulo por dar uma resposta. Mas pensa que repercutir o que é dito na imprensa, dentro do vestiário, pode ser positivo ou até negativo por vezes.

 

  • Usei a foto de capa apenas como ilustração porque não tenho foto do presidente em São Paulo. Essa foto ai foi tirada na visita que o presidente Romildo fez na Band nesta semana.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque