Entre pro time

Grêmio

FIFA estuda mudança na Europa que pode salvar as finanças de Grêmio e Inter

Publicado

em

Reprodução

  • A FIFA está cogitando estender a janela de transferências agora do meio do ano até o final de dezembro. Sim, como os clubes estarão todos ainda se recuperando na metade deste ano, eles acreditam que seria ideal estender o prazo de negociações para que todos tenham tempo de fazer contratações. Isso seguramente é bom para Grêmio e Inter porque ambos precisam vender jogadores para pagar as contas. O Grêmio prevê R$ 88 milhões e o Inter R$ 95 milhões em vendas nesta temporada.
  • Um exemplo disso é que o empresário do Pepê estava com reuniões marcadas na Europa e teve que cancelar todas. Bayern de Munique, PSV e até o Valladolid, time do Ronaldo na Espanha, fizeram contado demonstrando interesse.
  • No Inter, o jogador mais cotado na Europa é o Bruno Fuchs, que já foi sondado pelo Mônaco e teve um olheiro do Arsenal o observando no Gre-Nal da Arena.
  • Pra gente ter noção, em 2019, se somarmos as vendas de Iago, Nico, Charles, Juan Alano e outros, o Inter chegou perto da marca de R$ 110 milhões em vendas de atletas.
  • Neste ano, o clube já vendeu 50% do Sasha para o Santos por 1 milhão de euros. Na época que foi fechado, há dois meses, a cotação apontava R$ 4 milhões, que estão sendo pagos parceladamente pelo time paulista.
  • O Grêmio também passou dos R$ 100 milhões. Ganhou R$ 42 milhões com Tetê, R$ 11 com Grohe, R$ 2 milhões pelo Jael, 1 milhão de Euros pelo Léo Jardin, 5 de euros pelo Luan, 1 milhão de dólares pelo atacante Guilherme, que foi pro mundo árabe.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque