Entre pro time

Inter

Presidente fala das propostas, manda recado para compradores e confirma valor da dívida do Inter

Publicado

em


Resumo da entrevista do presidente Alessandro Barcellos, do Inter, na Rádio Bandeirantes:

  • Não teve proposta oficial pelo Praxedes. O máximo que aconteceu foi uma sondagem, mas não colocaram no papel. Ainda não tem como saber se vai se materializar porque o mercado nem chegou no seu principal momento. Pediu para destacar que o Inter não está no mercado oferecendo nenhum jogador, como foi aventado em algum momento.
  • Vinicius Tobias ainda precisa melhorar algumas valências para ser jogador do plantel principal. Trata-se de um jogador diferenciado. Tanto que nenhum outro atleta de 17 anos é tão falado quanto ele. Garantiu que não houve nenhuma proposta por ele. Ano passado teve sondagem da Juventus, mas não chegou proposta. Agora, é a mesma situação. Não tem nenhuma proposta, no papel, por ele.
  • Frase: “Ninguém tá desesperado para fazer uma venda. Nós temos um ano para fazer e sabemos as oportunidades que teremos, inclusive melhores que essa.”
  • Tanto é verdade que o primeiro orçamento de 2021, feito pela gestão anterior, previa R$ 115 milhões em vendas de atletas. A gestão atual cortou despesas de outros lados e reduziu as vendas para R$ 90 milhões. Redução de R$ 25 milhões. Motivo? Evitar vender outro atleta.
  • 80% dos nomes que surgiram na imprensa, jamais tiveram proposta do Inter. Ele fica incomodado porque parece que a gestão é incompetente, que tenta 50 jogadores e não contrata ninguém. Só que isso não é verdade. A direção tá satisfeita com esse grupo. O que acontece é que os empresários estão usando o Inter para esquentar seus jogadores.
  • A atual gestão assumiu o Inter em janeiro sabendo que teria um prejuízo de pelo menos R$ 63 milhões no ano de 2020. Esse cálculo tá sendo finalizado agora, com a organização das contas da temporada passada, e já se sabe que vai ultrapassar este déficit.
  • A cobrança do torcedor tem que ser maior nas contratações do que nas dispensas. O Inter tem que errar menos e reduzir os riscos nas contratações. Não dá pra contratar um jogador com salário alto e contrato longo. Porque depois, se o Inter não quiser mais, o jogador tem que querer sair e alguém precisa aceitar receber ele no seu time.
  • Só vai acontecer alguma contratação se for algum jogador que venha apenas pelo salário e encaixe na folha salarial.
  • O déficit da temporada passada vai superar os R$ 80 milhões, quem sabe chegando perto dos R$ 90 milhões.
  • A dívida total consolidada chegará nos R$ 600 milhões. E não há mais como aumentar ela. Tem que enfrentar essa dívida e pagar. É preciso virar o ciclo de acumulação de dívidas porque nem o resultado esportivo tá vindo. A dívida aumenta e os títulos não vem.

Presidente Alessandro Barcellos falou com a Rádio Bandeirantes – Ricardo Duarte/Inter

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque