Entre pro time

Inter

Inter mantém postura firme com propostas pelo Edenilson

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

Entrevistei o Rodrigo Caetano, diretor-executivo do Inter, na Rádio Bandeirantes, sobre a proposta que está por chegar pelo Edenilson.

Destaco aqui as informações passadas por ele:

  • O Inter não recebeu nenhuma proposta, mas ele sabe que os clubes árabes não são profissionais e vão direto no jogador e no seu empresário.
  • Só que o atleta e o agente sabem que o Inter não tem interesse em vender nem ele e de nenhum titular.
  • Por mais que o Inter precise de vendas, existe uma escolha a se fazer: ou todo mundo no clube entende que o Inter vai trabalhar no prejuízo agora por conta da pandemia ou vai abrir mão de brigar pelo Brasileiro e as outras competições. Porque as duas coisas não dá pra ter.
  • Por conta disso, essa foi uma frase dele: “A chance de alguma proposta de fora vir a nos seduzir, ela é próxima do zero”.
  • Rodrigo Caetano pensa isso porque, se a venda do Edenilson acontecer, a grana que entrar será para pagar as contas. Não vai sobrar para reforços porque não há opções qualificadas por esse preço. Então, se não dá repor, não pode sair.

A informação que temos é que o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, quer o Edenilson e promete uma proposta que pode chegar nos 7 milhões de euros (R$ 43,3 milhões).


Sei também que o jogador quer ouvir a proposta. Ele fará 31 anos em dezembro e tem interesse em fazer a vida com um contrato destes.

No ano passado, o Inter recusou 8 milhões de dólares por ele. E Edenilson deixou de ganhar R$ 1 milhão por mês no mundo árabe para ficar.

Teremos que aguardar a proposta sair da promessa, vir pro papel, e chegar na mesa do presidente Medeiros. Só com os valores em papel timbrado é que saberemos se o Inter vai balançar ou não.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque