Entre pro time

Grêmio

Renato manda recados pro Gaciba, quer abandonar o Brasileirão e tá na bronca com empresário

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do técnico Renato após a derrota no Gre-Nal:

  • Não pode ser normal o que aconteceu no pênalti em cima do Ferreirinha e o pênalti dado no Kannemann. Pediu pra entrevista ir pra todo o Brasil porque é inadmissível. O Grêmio sofre criticas que não quer o Brasileiro. E, hoje, com uma vitória que colocaria eles e outros times na disputa, mas pelo jeito tem gente que não quer que o Grêmio chegue.
  • Sua bronca com a arbitragem é entender o porquê o arbitro não vai no VAR. Contou que, na semana passada, durante o sorteio da Copa do Brasil, falou com o Gaciba sobre isso. Quer entender porque o árbitro não vai no VAR. Não pode ser o cara do VAR a decidir o que é pênalti.
  • Se o presidente autorizar, vai jogar a Transição agora no Campeonato Brasileiro. Eles jogam o restante do campeonato e o time principal foca na conquista da Copa do Brasil.
  • Perguntas que Renato fez: Não querem que o Grêmio seja campeão? É carta marcada? É o Internacional que tem que ser campeão Brasileiro?
  • O repórter da Band perguntou se o bom momento do Inter é um fator que coloca ainda mais pressão no trabalho dele, mas Renato chamou a pergunta de engraçada e não quis responder dizendo: “só pra variar vocês da Band”.
  • Quer que a imprensa pergunte pro empresário do Pepê sobre o que tá acontecendo. O Pepê vinha tendo grandes atuações e foi só começar a falar em propostas da Europa que deu no que deu. Por isso, tem que falar com o empresário do Pepê.
  • Pra ele, não foi pênalti do Kannemann. A bola raspa no peito e pega no braço e o braço tá encostado no corpo. Isso não é pênalti. Já o pênalti do Ferreirinha, ele foi atropelado pelo jogador do Inter por trás.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque