Entre pro time

Grêmio

Grêmio vence o Bahia e começa sua missão no Brasileirão com Vanderson como melhor notícia

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • A vitória coloca o Grêmio na quarta colocação, pelo menos momentaneamente já que o Inter ainda joga, mas ela começa uma série se sete jogos só do Brasileirão que tem tudo para garantir o time entre os classificados para a Libertadores. A meta tem que ser estar garantido pra jogar a final tranquilo contra o Palmeiras. Não estou entre os que acreditam no título. Não tem mais como, o foco tem que G4.
  • O primeiro gol é de uma das jogadas mais difíceis de se marcar no futebol: o cruzamento de um lateral para a finalização do outro. E foi assim, um cruzamento do Diogo Barbosa pro Vanderson cabecear pra rede. Que achado este guri. Ele chorou quando marcou seu primeiro gol. Parece muito bom ala, veloz pra caramba. E ainda por cima focado.
  • Diego Souza fez o gol da vitória. Eu insisto na tecla que ele é titutlar incontestável. Não tem como debater. O Diego é muito útil. A melhor contratação da temporada. Um dos melhores custo x benefício da gestão Romildo. O cara tem repertório, fez gol de cabeça, como centroavante brigador e agora até com chutaço de fora da área na falta.
  • Preciso falar da volta em definitivo do Alisson ao time titular. Já tinha pegado o São Paulo, porém, penso que é hora de todo mundo ver que ele é o único hoje que sabe fazer aquela função de um atacante que recompõe pelo meio. Peça fundamental do time. Não pode sair. Seria um erro trocá-lo. A sua lesão serviu pra gente ver sua grande utilidade.
  • Vanderlei e Kannemann também tiveram boas atuações.

Diego Souza marcou seu 23º gol na temporada – Lucas Uebel/Grêmio

  • Jean Pyerre foi uma decepção. Bem abaixo novamente. Não tem como cobrá-lo na partida contra o São Paulo porque naquele jogo todo mundo tinha a missão de marcar. Ele e todos os outros fizeram bem. Agora, o Jean tem bola pra decidir. Ele tem que decidir. Sua função em campo é ser o diferencial. Eu sei que ele joga mais, você sabe disso, mais, ele JP sabe que joga muito mais do que vem jogando.
  • Pepê também não foi o que a gente se acostumou a ver na temporada.
  • Matheus não é que tenha ido mal, mas sinto falta de umas pifadas dele, sabe? Algo diferente. Tem visão de jogo pra isso. Tá muito discreto, só trocando passes ali no meio.
  • O time como um todo voltou do intervalo caminhando em campo. O Bahia poderia ter feito mais gols, inclusive. Não dá pra acontecer com times melhores como Flamengo, Galo e até o Gre-Nal que tem neste mês.
  • Tem uma jogada usada por eles que entrou a todo tempo que foi a bola entre os dois zagueiros e um cara entrando de surpresa nas costas. Fizeram isso várias e vezes e sempre dava certo.

Jean Pyerre não conseguiu ser o diferencial do Grêmio no meio – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque