Entre pro time

Grêmio

Entenda porque o Grêmio está pagando quase R$ 2 milhões por danos morais ao Thiago Neves

Publicado

em


Eu já revelei aqui que o Grêmio vai pagar R$ 3,4 milhões pela rescisão do Thiago Neves. E muita gente, inclusive eu, ficou surpresa pelo fato do meia receber R$ 1,9 milhão por danos morais.

O valor é alto, mas tem uma explicação. R$ 3,5 milhões é basicamente a quantia que o jogador iria receber se continuasse jogando aqui até o final de 2020.

Isso porque ele ainda tinha cinco meses de salários de R$ 380 mil e mais o valor de 13º, de agosto até dezembro. Só aí tem pelo menos R$ 2 milhões. Soma-se ainda a grana que ficou pendente durante a pandemia, quando os salários foram reduzidos na carteira e o direito de imagem ficou em aberto.


Resumidamente, Thiago Neves já teria R$ 3,4 milhões a ganhar do Grêmio.

Ok, mas por que colocar uma cláusula para pagar R$ 1,9 milhão de danos morais e não pagar tudo em salário?

Simples, o departamento jurídico habilmente se antecipou e reorganizou os pagamentos do jogador para impedir uma ação na justiça futuramente.

Como assinou e homologou um acordo na Justiça, Thiago Neves não pode entrar com uma ação de cobrança contra o Grêmio. Ele já está recebendo por danos morais previamente.

A conta toda foi a seguinte:

  • Ele ganhou R$ 247 mil pelos dias trabalhados em agosto
  • R$ 360 mil pela rescisão do contrato de imagem
  • R$ 912 mil que tinha a receber de salário na carteira
  • R$ 1,9 milhões apenas por danos morais

Thiago Neves conseguiu quase R$ 2 milhões de danos morais – Reprodução

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque